Vice-prefeito de Caxias do Sul se desfilia do PSD - Política - Pioneiro

Mirante07/11/2017 | 17h00Atualizada em 07/11/2017 | 17h17

Vice-prefeito de Caxias do Sul se desfilia do PSD

Caminho provável de Ricardo Fabris de Abreu é o PEN/Patriota, devendo concorrer a deputado federal

Vice-prefeito de Caxias do Sul se desfilia do PSD Arquivo Pessoal/Divulgação
Fabris almoçou com o presidente estadual do PEN/Patriota, Luis Afonso Gravi Teixeira, em Caxias do Sul, nesta terça-feira Foto: Arquivo Pessoal / Divulgação

O vice-prefeito Ricardo Fabris de Abreu encaminhou na tarde desta terça-feira sua desfiliação do PSD. Fabris se elegeu pelo PRB, mesmo partido do prefeito Daniel Guerra, deixou a sigla no final de abril (ele chegou a anunciar a desfiliação ainda em dezembro, antes da posse, o que não se concretizou). O vice se filiou ao PSD em 28 de julho.

Em setembro, o protocolo do pedido de impeachment de Guerra por parte de Fabris provocou divergências internas na sigla. O único vereador do partido, Kiko Girardi, posicionou-se contra o pedido, enquanto o então presidente do PSD, Sérgio Augustin, era favorável. Na sessão em que a Câmara de Vereadores rejeitou a admissibilidade do pedido, Kiko acabou abstendo-se de votar.  Augustin, por sua vez, deixou o partido. Atualmente, Kiko é o presidente da comissão provisória do PSD caxiense.

O caminho provável de Fabris é o PEN, futuro Patriota. Nesta terça-feira, ele almoçou, em Caxias, com o presidente estadual da sigla, Luis Afonso Gravi Teixeira. O PEN/Patriota é o partido pelo qual o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ)deve concorrer à Presidência da República. Fabris diz que há grande possibilidade de ingressar no partido. 

Apoio 

A intenção, segundo Luis Afonso, é de que Fabris seja candidato a deputado federal. Ele disse que o PEN estadual apoia os posicionamentos do vice-prefeito em relação à manutenção do mandato (na semana passada, ele obteve sentença favorável na Justiça local, que considerou improcedente a ação movida pela prefeitura pela extinção do cargo, em função dele ter renunciado e "desrenunciado"). 

— É um direito ele exercer a função para a qual foi eleito, pois também fez 148.501 votos _ disse, referindo-se à votação obtida pela chapa Daniel Guerra/Ricardo Fabris na eleição para a prefeitura de Caxias.

Luis Afonso disse que tem a expectativa do ingresso do vice e que a intenção do PEN/Patriota é dividir o Estado em regiões (de cinco a sete) e ter apenas um candidato a deputado federal em cada uma.

E resumiu o encontro com Fabris:

— Foi uma boa conversa, como sempre, de confiança, amizade e honestidade.

O PEN integra a coligação que venceu a eleição para a prefeitura ao lado do PRB e do PR.



 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros