Abertura de impeachment contra prefeito de Bento Gonçalves é rejeitada  - Política - Pioneiro

Governo municipal23/10/2017 | 20h49Atualizada em 23/10/2017 | 20h49

Abertura de impeachment contra prefeito de Bento Gonçalves é rejeitada 

Por maioria, pedido protocolado por advogado foi arquivado 

Abertura de impeachment contra prefeito de Bento Gonçalves é rejeitada  André Tajes/Agencia RBS
Guilherme Pasin (PP) está no segundo mandato Foto: André Tajes / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

O pedido de abertura de impeachment do prefeito de Bento Gonçalves, Guilherme Pasin (PP), foi rejeitado por maioria na sessão da Câmara de Vereadores, ontem. Foram 14 votos contra e dois a favor. Apenas os vereadores Agostinho Petroli (PMDB) e Moacir Camerini (PDT) votaram pela admissibilidade.  

Leia mais
Pedido de impeachment do prefeito de Bento Gonçalves aponta possíveis irregularidades nas finanças do município
Protocolado pedido de impeachment do prefeito de Bento Gonçalves
Movimento quer capacitar novas lideranças femininas na política em Caxias
Manuela D'Ávila avalia candidatura ao Planalto ou Piratini

A denúncia por infração política-administrativa foi apresentada pelo advogado Claimer Accordi, membro da Executiva municipal do PTB, partido da base aliada do governo Pasin.

O pedido apontava pelo menos quatro possíveis irregularidades: o aumento dos restos a pagar, de 110,52% entre os anos de 2013 a 2014, no valor de R$ 43,9 milhões; a insuficiência financeira nos anos de 2014, 2015 e 2016, nos valores de R$ 14,3 milhões, R$ 29 milhões e R$ 26,2 milhões, respectivamente; parecer desfavorável do Tribunal de Contas do Estado (TCE) para as contas de 2014; e aumento de 66,65% para despesas com pessoal nos anos de 2014 e 2015, enquanto a receita cresceu 0,21%.

 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros