Grupo de vereadores se reúne e articula votação da denúncia contra prefeito de Caxias do Sul - Política - Pioneiro

Admissibilidade do impeachment24/09/2017 | 21h39Atualizada em 24/09/2017 | 21h39

Grupo de vereadores se reúne e articula votação da denúncia contra prefeito de Caxias do Sul

O domingo foi de discussões sobre o pedido de impeachment de Daniel Guerra (PRB), feito pelo vice-prefeito, Ricardo Fabris de Abreu (PSD)

Grupo de vereadores se reúne e articula votação da denúncia contra prefeito de Caxias do Sul Diogo Sallaberry/Agência RBS
Vereadores deixaram a reunião por volta das 20h. Velocino Uez (PDT) saiu correndo. Elói Frizzo (PSB) e Alceu Thomé (PTB) saíram juntos. Edson da Rosa, advogado Mauricio Grazziotin e Paulo Périco (PMDB). Flávio Cassina e Adiló Didomenico (PTB). Renato Oliveira (PCdoB) também participou da reunião . Foto: Diogo Sallaberry / Agência RBS

Um grupo de oito vereadores atendeu neste domingo a um convite do presidente do PSD, Sérgio Augustin para analisar a denúncia de impeachment do prefeito Daniel Guerra (PRB). O encontro ocorreu no início da noite em uma sala de reuniões do prédio do escritório de Augustin e durou cerca de duas horas. Participaram Paulo Périco e Edson da Rosa, do PMDB, Adiló Didomenico, Alceu Thomé e Flávio Cassina, do PTB, Velocino Uez (PDT), Renato Oliveira (PCdoB) e Elói Frizzo (PSB).

Leia mais:
Kiko Girardi confirma que votará contra a admissibilidade do impeachment de Daniel Guerra
Pedidos de impeachment de prefeito de Caxias arranham imagem da cidade

Os vereadores trataram o encontro como um “bate-papo informal sobre o impeachment”, mas o clima era de constrangimento. Ao deixar o prédio, Adiló disse que a denúncia tem fundamento jurídico, mas que a decisão do PTB será tomada em reunião na manhã de terça.

– O PTB não decidiu nada. Foi uma reunião normal, um bate-papo.

Périco disse que vai reunir a Executiva municipal do PMDB para decidir. Ele informou que os demais partidos também devem reunir as suas Executivas para tomar posição.

O clima de constrangimento foi ainda maior com Edson e Uez. Os dois evitaram o contato com a reportagem. O pedetista saiu literalmente correndo.

– Tenho uma janta e estou atrasado. Não me complica – disse.

Já o peemedebista percebeu a reportagem na rua e retornou para dentro do prédio comercial.


 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros