Vereador Beltrão e ex-prefeito de Caxias do Sul fazem acordo e dão fim a processo judicial - Política - Pioneiro

Mirante31/08/2017 | 08h45Atualizada em 31/08/2017 | 13h50

Vereador Beltrão e ex-prefeito de Caxias do Sul fazem acordo e dão fim a processo judicial

Petista, que fazia oposição ao governo passado, elogia o PDT e diz que foi PMDB que conduziu o partido à direita

Vereador Beltrão e ex-prefeito de Caxias do Sul fazem acordo e dão fim a processo judicial Montagem sobre as fotos de Felipe Nyland e Jonas Ramos / Agência RBS/Agência RBS
Foto: Montagem sobre as fotos de Felipe Nyland e Jonas Ramos / Agência RBS / Agência RBS

Agora que ambos são oposição ao governo Daniel Guerra (PRB), o vereador Rodrigo Beltrão (PT) e o ex-prefeito Alceu Barbosa Velho (PDT) entraram em acordo num processo movido pelo petista, resultante de declarações à Rádio São Francisco, em março de 2015. Assim, o processo foi extinto.

Na ocasião, o Mirante havia registrado o encaminhamento à Justiça. Beltrão havia ingressado com uma ação cível diante da manifestação do então prefeito, na emissora, dizendo que o vereador estava "acostumado a conviver no meio da safadeza e da ladroagem". O petista pedia condenação por danos morais e retratação. 

Leia também
Pedido de impeachment está em compasso de desgaste político do prefeito Daniel Guerra
Vereadores de Caxias decidem adiar votação de acolhimento do impeachment de Daniel Guerra

A declaração foi motivada por críticas do vereador, na Câmara, a respeito do uso da caminhonete Mitsubishi Pajero Dakar, adquirida pelo Samae, como carro oficial pelo então prefeito. Alceu afirmava na entrevista que não havia nada de ilegal, ilícito e escuso. Beltrão, que antes fazia oposição a Alceu, está próximo do PDT na Câmara de Vereadores nas investidas contra o governo Guerra.

No acordo homologado na semana passada, na 6ª Vara Cível, consta: "Com relação às afirmações lançadas na inicial, o requerido (Alceu) informa que se deram num contexto de debate político, não voltadas à pessoa do autor da demanda (Beltrão). O requerido, sentindo-se pessoalmente injustiçado pelas afirmativas do autor na época, acabou por expressar-se de uma forma generalizante, não condizente com a impessoalidade exigida dos cargos exercidos por ambos. [...] Em momento algum, as palavras ditas ofensivas pelo autor foram a ele dirigidas, até porque a referência que o requerido tem do autor é a melhor possível".

— O acordo repara a manifestação — define Beltrão.

Os dois entenderam que a demanda está encerrada, sem nada a cobrar um do outro a cerca dos fatos que originaram o processo.

Novo momento


Diante do entendimento selado com Alceu, questionado sobre a relação com o PDT, Beltrão disse que "ideologicamente existe uma sintonia".

— Vejo como um partido próximo, que está na esquerda — afirma o petista.

O vereador acrescenta que não tem ranço com o PDT por causa da ligação com o PMDB nos governos em Caxias. Para ele, o PMDB levou o PDT para a direita. A cada dia são mais fortes os comentários de que Beltrão estaria de saída do PT.

 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros