Vereador pede investigação do Ministério Público sobre morte de idosa, em Caxias - Política - Pioneiro

Mirante06/07/2017 | 08h40Atualizada em 06/07/2017 | 08h40

Vereador pede investigação do Ministério Público sobre morte de idosa, em Caxias

Meneguzzi quer que seja apurado se houve negligência. Situação crítica da saúde pública provoca vistoria do Cremers no Postão e em UBSs, nesta quinta-feira

Vereador pede investigação do Ministério Público sobre morte de idosa, em Caxias Felipe Michelon Padilha/Divulgação
Alberto Meneguzzi esteve com promotora Adriana Diesel Chesani, acompanhado de sobrinha e cuidadora da idosa Foto: Felipe Michelon Padilha / Divulgação

Um pedido de investigação sobre atendimentos do SUS, em Caxias do Sul, foi encaminhado nesta quarta-feira à promotora de Justiça Adriana Diesel Chesani, da 5ª Promotoria de Justiça Especializada, pelo vereador Alberto Meneguzzi (PSB). Ele entregou cópia da certidão de óbito de Rosalina Slongo, 77 anos, que morreu na sexta-feira minutos depois de chegar ao Hospital Virvi Ramos. A idosa havia permanecido por três dias no Postão 24 Horas.

Também participaram da audiência, Sueli Bogo e Eliana Spido, cuidadora voluntária e sobrinha da idosa.

— Encaminhamos um ofício e uma cópia do óbito, despachado pelo Hospital Virvi Ramos, depois de quase 12 horas de espera, constando como desconhecida a causa da morte. Pedimos que o MP inclua esse caso na investigação que já está acontecendo (denúncia anterior de outras situações envolvendo o Postão), sobretudo pela suspeita de negligência, uma vez que foi prometido que dona Rosalina iria para um leito no dia seguinte à chegada dela no Postão, e ela foi encaminhada ao hospital somente quando seu caso era irreversível — diz o vereador.

Leia Mais
Secretária de Governo da prefeitura de Caxias deixa cargo no dia 10
Governo Guerra pede retorno de servidores da prefeitura que estão na Câmara de Vereadores

Meneguzzi aguarda os prontuários da idosa. Ele fez solicitações à secretária de Saúde, Deysi Piovesan, e ao Hospital Virvi Ramos. Além disso, deverá encaminhar documento à Vigilância Sanitária, da Secretaria de Saúde, para que fiscalize com frequência o Lar do Idoso Bela Vista, onde Rosalina residia. Na segunda-feira, foi aberta auditoria pela secretaria.

Cremers faz vistoria

Além da medida tomada por Meneguzzi, a situação crítica da saúde pública em Caxias terá outro desdobramento nesta quinta-feira. O presidente do Cremers, Fernando Weber Matos, acompanhado da assessoria jurídica da entidade e de duas equipes de médicos fiscais, fará vistorias em unidades básicas de saúde para verificar as condições de trabalho e de atendimento.

Estão agendadas visitas aos hospitais Pompéia e Geral, pela manhã, e reunião no Ministério Público, à tarde. O Postão será vistoriado à tarde. A interdição do trabalho médico não é descartada, mediante relatório de dois fiscais do Cremers.

 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros