Câmara de Farroupilha recorre de suspensão de Comissão de Ética - Política - Pioneiro

Legislativo18/07/2017 | 15h56Atualizada em 18/07/2017 | 15h57

Câmara de Farroupilha recorre de suspensão de Comissão de Ética

Justiça determinou cancelamento dos trabalhos

Câmara de Farroupilha recorre de suspensão de Comissão de Ética Gabriel Venzon/Assessoria de imprensa da Câmara de Vereadores de Farrouilha
Foto: Gabriel Venzon / Assessoria de imprensa da Câmara de Vereadores de Farrouilha

O Legislativo de Farroupilha tenta dar sequência ao trabalho da Comissão Temporária de Ética que apurava se houve quebra de decoro parlamentar por parte da vereadora Eleonora Broilo (PMDB) na sessão do dia 22 de maio, quando ela chamou nordestinos de corruptos. O procedimento na Câmara foi suspenso por decisão judicial no final do mês passado. Na última semana, a Câmara entrou com um recurso no Tribunal de Justiça. As informações são da Gaúcha Serra.

Leia mais
CIC emite sinal de preocupação com secretários do governo Daniel Guerra
Daniel Guerra abre as portas para vereadores para discutir situação da saúde pública em Caxias

A procuradora do Legislativo farroupilhense, Viviane Varela, preferiu não adiantar à reportagem os argumentos utilizados até que ocorra decisão judicial. Ela também apresentou explicações solicitadas pela juíza Claudia Bampi sobre a instalação e tramitação da Comissão Temporária de Ética. 

Quando decidiu pela suspensão da Comissão, a magistrada considerou que houve desrespeito do decreto-lei 201/67, que estabelece o rito do processo administrativo. Além disso, questiona a validade dos documentos usados para a denúncia e diz que a comissão processante e a acusação da vereadora se confundem. 

Dos sete vereadores que pediram abertura da investigação, quatro integram a Comissão. Um deles é o presidente da Comissão Thiago Brunet (PDT) e o outro é o relator Tiago Ilha (PRB). 
 

 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros