Mudanças oficializam contradições no discurso do prefeito de Caxias - Política - Pioneiro

Mirante09/06/2017 | 09h30Atualizada em 09/06/2017 | 09h30

Mudanças oficializam contradições no discurso do prefeito de Caxias

Guerra diz que Fiuza tem credencial para o perfil técnico. E silencia sobre ter tirado um vereador para ser secretário

Mudanças oficializam contradições no discurso do prefeito de Caxias Luciane Modena / Divulgação/Divulgação
Guerra levou o vereador Fiuza para a Habitação, o que deve fortalecer o PRB  Foto: Luciane Modena / Divulgação / Divulgação

As alterações no governo municipal nesta semana, com decisão do prefeito Daniel Guerra (PRB) de levar um vereador para o posto de secretário da Habitação; a falta de especialização na área por parte do novo ocupante da pasta e a abertura de uma nova bancada na Câmara de Vereadores, com o retorno de Renato Nunes (PR), gerando mais custos, são um divisor de águas.

Oficializaram-se as contradições.Guerra garantia que não tiraria vereador da Câmara para integrar sua equipe de governo. Levou Elisandro Fiuza (PRB) para a Habitação. Sobre o perfil técnico, que soa bem junto ao eleitor, Guerra garante que Fiuza se enquadra. Mas silencia quanto a ter tirado um vereador da Câmara.

Conforme o currículo de Fiuza, ele já exerceu funções de pastor, apresentador de rádio e TV e cursa Gestão Pública na Faculdade Anhanguera. Para Guerra, é um perfil técnico:

— O critério não mudou e nem vai mudar enquanto prefeito for, o critério é técnico, deve ser especialista na área. O senhor Elisandro Fiuza tem formação na área de Gestão Pública, está concluindo neste ano. Ou seja, ele tem as credenciais técnicas para estar como secretário. Ele tem um histórico social, ele tem uma vivência de mais de décadas na área social — afirmou Guerra durante entrevista, na quarta-feira.

Leia Mais: 
"Não tenho condições de explicar", afirma chefe de Gabinete do prefeito Guerra sobre seleção de CCs

Alterações na prefeitura mostram instabilidade e sacodem política de Caxias do Sul
Renato Nunes assume vaga na Câmara de Vereadores de Caxias 
Guerra veta denominação de Espaço Multicultural Xiruzinho, na Festa da Uva, em Caxias 


E, considerando que a habitação é uma questão social, o prefeito então justifica o preenchimento dos requisitos.

— Dei a ele uma meta de que até o final do ano tem que, no mínimo, fazer com que 400 famílias possam ter a dignidade do lar — reforça, mostrando que é um prefeito exigente.

É ruim o prefeito preferir manter o discurso a admitir que precisou rever posições, tudo para preservar a imagem da nova política junto ao eleitor. Todos os partidos têm interesse em se projetar, prática normal de qualquer sigla.Quem iria desperdiçar a segunda maior cidade do RS?

:: Aliás, Renato Nunes foi bombardeado na Câmara por Rafael Bueno (PDT) quando ocupava o cargo de diretor da Habitação (nem era secretário) e não tinha curso superior completo. Ele cursa Direito e Gestão Pública. Acabou sendo trocado de lugar, indo para a Segurança Alimentar.


 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros