Médicos em greve divulgam carta à população de Caxias em busca de apoio - Política - Pioneiro

Mirante20/06/2017 | 08h53Atualizada em 20/06/2017 | 08h53

Médicos em greve divulgam carta à população de Caxias em busca de apoio

Chamam o prefeito Daniel Guerra de gestor do mal e que incita à violência nas redes sociais

Médicos em greve divulgam carta à população de Caxias em busca de apoio Roni Rigon/Agencia RBS
Presidente da comissão de negociação, André Pormann, diz que médicos do SUS estão sendo vistos como vilões  Foto: Roni Rigon / Agencia RBS

Passados mais de dois meses da greve dos médicos do SUS em Caxias do Sul, a comissão de negociação divulgou uma carta à população. O texto circula nas redes sociais. Em tom dramático, a manifestação diz que a saúde pública da cidade está doente, na UTI, com falta imensa de materiais e profissionais. É uma forma de pressionar o poder público.

"Não temos mais alternativas. Precisamos de um milagre", diz a carta.

Leia mais
Médicos denunciam problemas no Postão ao Ministério Público, em Caxias
"Não queremos guerra", diz diretor da Federação dos Médicos em Caxias


Entre as críticas ao prefeito Daniel Guerra (PRB), em forma de acusação, consta:

"Esse gestor já fez de tudo nas redes sociais para que alguém agredisse, espancasse ou até matasse algum médico. Não precisa mais. Ele por si só com seus atos descabidos e sua falta de diálogo e equilíbrio já matou uma boa parte de nós. O enterro se aproxima".

O prefeito é chamado de gestor do mal, que gera doença e incita à violência.

"Sentimos profundamente termos que exonerarmo-nos do trabalho público", prossegue o manifesto.

Conforme o presidente da comissão, André Pormann, são 47 exonerações desde o início do governo e outras são inevitáveis. A carta, define Pormann, externa o sentimento de que 'sempre fomos parceiros da construção do SUS e a partir desta gestão passamos a ser inimigos".

— O sentimento é de que passamos a ser vilões. Nosso objetivo é sensibilizar a administração — acrescenta o médico, que fez campanha para Guerra "por acreditar em jovens gestores" e agora diz que considera uma grande decepção.


 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros