Vereadora de Farroupilha tem mandato estremecido - Política - Pioneiro

Mirante24/05/2017 | 09h07Atualizada em 24/05/2017 | 09h22

Vereadora de Farroupilha tem mandato estremecido

Justificativa da peemedebista de que se referia a "políticos" nordestinos não ameniza o tom ofensivo. Declarações tiveram repercussão nacional

Vereadora de Farroupilha tem mandato estremecido Gabriel Venzon/Divulgação
Eleonora criou situação constrangedora para a cidade e prefeito Claiton divulgou nota repudiando manifestações da parlamentar  Foto: Gabriel Venzon / Divulgação

A vereadora Eleonora Broilo (PMDB), de Farroupilha, arrumou um problemão. Sua fala, vista como preconceituosa na sessão de segunda-feira, quando afirmou que "em relação a nordestino saber fazer política, não sei se eu concordo muito. Eu acho que os nordestinos sabem muito bem se unir, sim, para roubar. Eles sabem se unir para ganhar propina. Eu acho que eles sabem se unir para aumentar a corrupção", pode lhe custar o mandato.

Leia mais
Vereadora de Farroupilha diz em sessão que nordestinos "sabem roubar que é uma maravilha"
Temer e Aécio apelam e dizem que foram ingênuos
Cpers protocola pedido de impeachment do governador Sartori


Ela se ampara no argumento de que se manifestou exclusivamente em relação aos "políticos" nordestinos. Mas isso não elimina o tom ofensivo. Os políticos são os representantes do povo, eleitos por ele. A peemedebista entende, então, que nas outras regiões do país, ou especificamente no Sul, não tem político corrupto?

A parlamentar, óbvio, mirou o ex-presidente Lula, oriundo do Nordeste, e acabou provocando um tsunami. Chegou a dizer: "Talvez até eles não saibam falar muito bem, mas sabem roubar que é uma maravilha". Ficou feio para Farroupilha e para a Serra gaúcha.

Na Câmara de Vereadores já foi instaurada a Comissão de Ética para discutir possíveis punições. O prefeito Claiton Gonçalves (PDT) divulgou nota repudiando as declarações, disse que as opiniões dela não correspondem aos ideais e ao modo de agir e pensar da comunidade. O caso teve repercussão nacional.

Em nota, Eleonora, que é médica-pediatra, garantiu que a fala está descontextualizada do objeto de discussão em plenário e pede desculpas a quem possa ter sido atingido por suas palavras. Diz ainda que, eventualmente medidas judiciais serão tomadas aos que, "deliberadamente e de modo vil, tentam impingir-me uma conduta desabonatória, descontextualizando a minha fala".

Mais uma vez, a Serra protagoniza o noticiário com declarações ou ações lamentáveis.

Vai ser difícil amenizar o estrago.


 
 

Siga o Pioneiro no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comPrefeitura de Caxias confirma parceria para retomar atendimentos de fisioterapia para Apae https://t.co/MJOm89Wnd5 #pioneirohá 9 horas Retweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comAgenda: Alegre Correa é o convidado do projeto Tum Tum Oficinas de agosto, em Caxias https://t.co/Ar3bGMYALs #pioneirohá 10 horas Retweet

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros