"Se o Supremo disser que tem problema, serei o primeiro a pedir a renúncia do presidente", diz Mauro Pereira - Política - Pioneiro

Crise no Planalto18/05/2017 | 21h30Atualizada em 18/05/2017 | 21h30

"Se o Supremo disser que tem problema, serei o primeiro a pedir a renúncia do presidente", diz Mauro Pereira

Deputado federal diz que Michel Temer estava "supertranquilo" na manhã de hoje

Foto: Felipe Nyland / Agencia RBS

O deputado Mauro Pereira (PMDB) comentou hoje à tarde sobre o vazamento de uma gravação entre o dono da JBS Joesley Batista e o presidente da República Michel Temer que da o aval para manter o pagamento de propina ao ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha, que explodiu o que restava do governo Temer.

— Se o Supremo disser que tem problema eu serei o primeiro a pedir a renúncia do presidente — disse o deputado.

Leia mais
ÁUDIO: ouça a íntegra da gravação do diálogo de Temer e dono da JBS
Ex-assessor de Temer ofereceu à JBS cargos na Receita, no Banco Central e outros órgãos, diz jornal
"Não renunciarei", afirma Temer em pronunciamento
Fachin autoriza abertura de inquérito contra Michel Temer
 
"Que renuncie e não 'desrenuncie'", diz prefeito de Caxias do Sul sobre Temer
Lideranças caxienses comentam decisão de Temer em permanecer na presidência da República
Manifestantes pedem a saída de Temer


Mauro e outros deputados federais estiveram na manhã de hoje com Temer e, contrariando orientação de não falar com a imprensa, disse que ele estava "supertranquilo" mesmo com o vazamento da gravação. Em nota, Mauro ressaltou que sua proximidade com o presidente está relacionada ao "trabalho que faz pela região e Estado".

O deputado também respondeu a duas questões do Pioneiro. Confira.

Qual a avaliação sobre a decisão do presidente em não renunciar?
A decisão do presidente Temer está se valendo que até o momento o Supremo Tribunal Federal não liberou as gravações. Espero que essa investigação seja rápida e que diga realmente que tem provas concretas e abra um inquérito. O presidente quer esperar e é um direito dele. Por enquanto, nem acesso a gravação o presidente teve. Sou daqueles que quer justiça no país.

Qual a sua opinião sobre eleições diretas?
Estou preocupado com a sociedade brasileira, com os empregos e o crescimento do nosso país. Não posso responder essa pergunta agora (sobre a possibilidade de eleições diretas) porque tenho que esperar o Supremo Tribunal Federal se manifestar. Se o Supremo disser que tem problema eu serei o primeiro a pedir a renúncia do presidente. Não podemos deixar o Brasil ficar sangrando.

 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros