Pepe Vargas questiona silêncio de empresários diante de denúncias contra Temer - Política - Pioneiro

Mirante31/05/2017 | 07h30Atualizada em 31/05/2017 | 07h30

Pepe Vargas questiona silêncio de empresários diante de denúncias contra Temer

Ele ressaltou que abstenção contrasta com o ativismo que tiveram diante do impeachment de Dilma Rousseff

Pepe Vargas questiona silêncio de empresários diante de denúncias contra Temer Alex Ferreira/Divulgação
Pepe criticou na tribuna da Câmara dos Deputados a abstenção das lideranças empresariais Foto: Alex Ferreira / Divulgação

O deputado federal Pepe Vargas (PT) usou a tribuna da Câmara, nesta terça-feira, para questionar o silêncio dos empresários diante das denúncias contra o presidente Michel Temer (PMDB).

Para Pepe, a abstenção das lideranças empresariais "frente a crimes comprovados" contrasta com o ativismo que tiveram diante do impeachment da então presidente Dilma Rousseff (PT).

— As pedaladas (fiscais) eram, gravíssimas, agora o crime de prevaricação, suborno e obstrução à Justiça, ah! isso não é grave. Esse posicionamento do empresariado revela uma visão instrumental da ética e uma visão de ocasião sobre a democracia. Não importa se o governo é legítimo. 'Se ele faz a minha agenda andar, eu apoio'. 'Se retira direitos dos trabalhadores, logo o presidente é legítimo e deve permanecer'. Isso é um absurdo — afirmou.

Leia Mais:}
"Não estou saindo", garante secretário da Saúde de Caxias
Em Caxias, ministro do Trabalho pede que "acreditem em Michel Temer"
Ex-senador Pedro Simon defende renúncia do presidente Michel Temer
Situação do Caxias Acolhe é questionada na Câmara de Vereadores

Ainda, conforme Pepe, a solução não é um Congresso que tem baixa credibilidade, trancado a quatro paredes e cercado para impedir o acesso do povo decidir quem é o presidente da República. Ele reforçou a defesa por eleições diretas.





 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros