O que falam os líderes de bancada da Câmara sobre os 100 dias de governo do prefeito de Caxias do Sul - Política - Pioneiro

Governo Guerra10/04/2017 | 05h45Atualizada em 10/04/2017 | 05h45

O que falam os líderes de bancada da Câmara sobre os 100 dias de governo do prefeito de Caxias do Sul

"É um governo que procurou seguir o que havia prometido na campanha. Então, as pessoas não podem ter muita surpresa. Houve acertos, mas também equívocos e tem se caracterizado por um governo com muita dificuldade de dialogar, com exceções. Eu noto o governo ainda muito refém do discurso de campanha. Se viu uma preocupação grande de desmontar aquilo que vinha sendo feito. Mas temos de dar mais tempo, é muito cedo para uma avaliação mais profunda." Adiló Didomenico (PTB)

Leia mais
Prefeito de Caxias do Sul completa 100 dias polêmicos

Os 10 temas polêmicos dos 100 dias da gestão do prefeito de Caxias do Sul
As 10 ações dos 100 dias da gestão do prefeito de Caxias do Sul
Presidentes de entidades avaliam os 100 dias do governo do prefeito de Caxias do Sul
Caxienses avaliam os 100 dias do prefeito de Caxias do Sul

"Vejo que não evoluímos muito. Entendo como a população, que as coisas devem acontecer de uma hora para a outra, e no poder público não é assim. Mas eu estou confiante, estou acreditando que as coisas vão melhorar. Até o prefeito se organizar, com as secretarias, com a administração, acredito que vai evoluir. As minhas demandas, eles estão atendendo. É cedo para avaliar. A cidade cresce e não é fácil administrar uma cidade como Caxias do Sul." Arlindo Bandeira (PP)

"Estou ansioso que as coisas comecem a funcionar, que essa demanda com os médicos, principalmente, seja resolvida. Mas não estou vendo uma garantia disso. Na rua, está todo mundo esperançoso, mas a gente não vê atos concretos. Nas secretarias, não há nada de novo, de obras, de continuação de obras. Só essa discussão dos médicos e da Visate, pra mim, é discussão antiga. Estou sendo bem atendido nas secretarias, mas a gente não vê projetos." Kiko Girardi (PSD)

"Podemos analisar por vários aspectos, como a falta de diálogo e conflitos desnecessários criados em diversos setores da sociedade. Cadê a UPA? Cadê os médicos especialistas, as vagas na educação infantil? Bateu nos índios. Ameaça fechar a farmácia do Ipam. Pior, o atrito com vice sem precedentes na história de Caxias. Não cortou três secretarias, como prometido, nem os CCs. Esperamos que o gestor reveja sua postura ditatorial e aprenda a dialogar com todos sem olhar bandeira partidária, religião ou entidade. Por fim, menos holofotes e mais ação, com uma administração pública com portas abertas ao povo e não apenas aos agregados." Rafael Bueno (PDT)

"Uma das coisas que vejo como positiva é o corte do número de CCs. Vejo que ele está tomando algumas medidas na área da saúde e sempre tentando pelo lado melhor. Vejo que é bem intencionado e sempre fazendo o melhor. Avalio também a questão dos secretários. Eu, pelo menos, estou sendo bem atendido nas secretarias. Essa questão dos médicos, tem que ser cumprida a carga horária. Foi uma ferida que ele tocou que ninguém tinha coragem de botar a mão. Na questão da Visate, sou contra o aumento, mas acho que tem de ter o diálogo para não prejudicar os funcionários da empresa." Neri, o Carteiro (SD)

"É um governo com atitudes isoladas, que nós reconhecemos como muito importantes, que é a manutenção da tarifa do ônibus, que é fazer os médicos cumprirem a carga horária. No entanto, ele é um prefeito que é gerador de crises, sem vocação nenhuma para o diálogo e que tem governado de uma forma autoritária. Nas três principais áreas, saúde, segurança e educação, que foram promessas dele, até agora, nós não vimos absolutamente nenhum avanço. A falta de diálogo seria a marca do governo nesses 100 dias." Rodrigo Beltrão (PT)

"Nós avaliamos 100 dias de conflitos, de discussões, de brigas, de não recebimento de entidades. É um problema de falta de diálogo com a comunidade, com os organismos. Ações para a cidade nós não vimos nada. O que nós queremos é que ele administre e não só fique criando crises para depois tentar administrá-las. Nós não precisamos de crise." Paulo Périco (PMDB)

"Como a minha bandeira forte é a segurança, a gente está tendo uma receptividade muito boa por parte do secretário (José Francisco) Mallmann. Acho importante as ações em relação à Estação Férrea. É positiva a ação de cortes de despesas. Em relação ao corte de CCs, a preocupação é que não se desconstruam serviços. Em relação à UPA da Zona Norte, hoje estamos vendo que não está aberta ainda. Quando a gente fala em nova política e ser um governo gestor, a gente tem que fazer promessas que possa cumprir." Paula Ioris (PSDB)

"A gente vê que é um governo com bastante conflito, mas também a gente nota que ele ainda tem apoio de parte da população. O que nós queremos é que ele não gaste energia para achar os culpados para os problemas da cidade. Nós achamos que ele tem de se unir com a equipe dele, dialogar mais. Claro que entendemos que ele prometeu muita coisa, não sei se vai poder cumprir. A minha ideia é que ele consiga dar a volta, que as empresas comecem a contratar gente para movimentar a economia." Edi Carlos (PSB)

"Avalio com muita turbulência. É essa dificuldade do diálogo do prefeito. Duas greves dos médicos e tem a questão do (Farmácia do) Ipam. O embate entre o prefeito e o vice repercute em todo o governo. Nós queríamos que o governo centrasse força na saúde, na educação, na segurança. Se o governo não tiver abertura com entidades sociais, sindicais, eu vejo com muita dificuldade esse começo de governo." Renato Oliveira (PCdoB)

"Todas as secretarias estão cumprindo à risca a questão de atingir suas metas com a redução de custos, no mínimo, 30%. Houve a redução de CCs e da verba de representação. Todos os secretários são técnicos e fica nítido (o método) de trabalho igual ao de um empresa. Eles estão usando o mínimo de recurso com mais resultado. Antes, o trabalho era mais política, agora, mais técnico,voltado para resultados à população." Chico Guerra (PRB)

 
 

Siga o Pioneiro no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comAzeites de oliva gaúchos conquistam espaço na mesa de apreciadores https://t.co/bnNyb4Mt5q #pioneirohá 3 horas Retweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comMúsico Valdir Verona oferece curso de viola brasileira https://t.co/1fI3domAkh #pioneirohá 4 horas Retweet

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros