Greve dos médicos em Caxias requer solução de emergência - Política - Pioneiro

Mirante18/04/2017 | 08h57Atualizada em 18/04/2017 | 08h57

Greve dos médicos em Caxias requer solução de emergência

Usuários não podem continuar sendo penalizados, queda de braço precisa ter fim

Greve dos médicos em Caxias requer solução de emergência Marcelo Casagrande/Agencia RBS
Reunião do prefeito Guerra, nesta segunda, com representantes da categoria não evitou continuidade da paralisação  Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

A greve dos médicos do SUS em Caxias do Sul, emendada com o feriadão de Páscoa, mais uma vez traz informações conflituosas sobre a adesão entre prefeitura e Sindicato dos Médicos. O município fala em 57,7% e o sindicato diz que chegou a 80%.

Fato é que outra vez os usuários foram prejudicados, com mais de mil consultas canceladas. É hora de a queda de braço entre o presidente do sindicato, Marlonei dos Santos, e o prefeito Daniel Guerra (PRB) urgentemente ter um fim.

Não bastassem as consequências da paralisação, o movimento ganha contornos mais tensos diante da ameaça pública de Marlonei de denunciar os não-grevistas ao Conselho Regional de Medicina. Para tanto, foram designados delatores.

Leia mais
Terceira greve dos médicos de Caxias começa com 1,2 mil consultas canceladas
Sindicato dos Médicos institui prática do "dedo-duro", em Caxias
Médicos farão "delação premiada" dos colegas que não aderirem à greve

É de repudiar quem se sujeita a um papel desses. Tornou-se perseguição aos que querem trabalhar. A prefeitura evita divulgar nomes dos médicos que atenderam nesta segunda-feira devido à retaliação. O sindicato, porém, não terá dificuldades em saber quem são. Como ficam, passada a greve, as relações de convivência entre esses colegas médicos?

Aguarda-se para esta terça-feira a manifestação política em torno desses episódios. Alguém precisa intervir nessa crise.

Pôde-se constatar um registro da vereadora Denise Pessôa (PT), nesta segunda-feira, em suas redes sociais, onde ela diz: "por falta de diálogo entre a gestão do prefeito Guerra e os médicos credenciados para atender pelo SUS a população caxiense é quem vai perder... É preciso que o prefeito comece a governar Caxias do Sul e solucionar os problemas antes que eles afetem a população". A petista passa à margem quanto à determinação de deduragem.

Nas redes sociais, onde se tem uma resposta imediata sobre o noticiário, a prática adotada por Marlonei vem sendo fortemente repudiada, aumentando a rejeição à categoria em greve pela terceira vez neste ano. 

 
 

Siga o Pioneiro no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comPolícia Civil de Caxias do Sul conclui que jovem foi morto em briga por cerveja https://t.co/5HlUoLtHTO #pioneirohá 28 minutosRetweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comSeis meses do Uber em Caxias: Motoristas reclamam de baixo lucro e falta de suporte https://t.co/zRVZAMZg7i #pioneirohá 58 minutosRetweet

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros