Delação arranha imagem do ex-governador Germano Rigotto - Política - Pioneiro

Mirante13/04/2017 | 07h48Atualizada em 13/04/2017 | 07h48

Delação arranha imagem do ex-governador Germano Rigotto

Codinome do ex-governador é "desesperado". Na quarta-feira, ele disse que ainda desconhecia o teor da denúncia

Delação arranha imagem do ex-governador Germano Rigotto Porthus Junior/Agencia RBS
Citado na colaboração premiada de ex-executivos da Odebrecht, Rigotto teria recebido R$ 100 mil de caixa 2 em 2010 Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

Cerca de 15 dias após colocar seu nome à disposição para concorrer à Presidência da República, como uma forma de marcar território para que o PMDB tenha candidato próprio, o ex-governador Germano Rigotto aparece na lista dos citados na colaboração premiada de ex-executivos da Odebrecht, na Operação Lava-Jato. O caxiense teria recebido R$ 100 mil de caixa 2 em 12 de agosto de 2010, na candidatura ao Senado.

O curioso é o codinome de Rigotto: desesperado.

Pelo que disseram Alexandrino Alencar e Pedro Novis, ex-dirigentes da Odebrecht, "ele se mostrou bastante receptivo às conversas com representantes do grupo" quando era deputado federal, no final dos anos 1990. Na época, estavam sendo negociados investimentos para a duplicação do Polo Petroquímico de Triunfo. Subentende-se que saiu dali o apelido. 

Leia Mais: 
Saiba como foi o trabalho da Câmara de Vereadores de Caxias no primeiro trimestre

Os 100 dias do governo de Daniel Guerra em Caxias na voz dos vereadores
Governo Guerra, em Caxias, faz nova foto oficial, agora sem o vice-prefeito


Novis diz que houve pagamentos a título de contribuição de campanha de maneira oficial e não oficial no RS, em 2002, para Rigotto. O ex-governador garante que nunca favoreceu nenhuma empresa e sempre declarou à Justiça Eleitoral as doações recebidas. Nesta quarta-feira, afirmou que não teve acesso à petição e desconhecia o teor da denúncia.

É uma situação complicada. Até um resultado final provoca desgaste na imagem. Some-se a isso o fato de que a opinião pública tende a pré-julgar.Se houve crime eleitoral ou corrupção, a Justiça é quem vai dizer.

De qualquer forma, o surgimento do nome de Rigotto repercute no meio político estadual, em especial, naturalmente, no PMDB caxiense. 


 
 

Siga o Pioneiro no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comDois homens são presos com revólver no interior de Caxias do Sul https://t.co/NDx9a7AUQl #pioneirohá 9 minutosRetweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comNova Petrópolis registra terceiro homicídio em 72 horas https://t.co/KmAOzqLtA3 #pioneirohá 1 horaRetweet

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros