No ar, o rumo partidário do vice-prefeito Fabris - Política - Pioneiro

Mirante23/03/2017 | 09h43Atualizada em 23/03/2017 | 09h51

No ar, o rumo partidário do vice-prefeito Fabris

Ele diz que recebeu manifestações de pessoas do PDT, PP, DEM e PSB, mas não há convite oficial.  

No ar, o rumo partidário do vice-prefeito Fabris Arquivo Pessoal/Divulgação
PP é uma hipótese para Fabris, na foto com o deputado federal Covatti Filho e Alexandre Bortoluz (E), ex-assessor da SMU Foto: Arquivo Pessoal / Divulgação

O vice-prefeito Ricardo Fabris de Abreu deve encaminhar nesta semana à Justiça Eleitoral a desfiliação do PRB, partido ao qual pertence também o prefeito Daniel Guerra. Diante do desgaste com o anúncio de renúncia e a meia-volta na decisão, permanecendo no cargo, não há condições de seguir na sigla.

— Já quase meio que saí (antes da posse), apresentei o documento para o Heron (Fagundes, presidente do PRB caxiense), dizendo que eu estava saindo, peguei o visto dele. Faltou encaminhar ao Cartório Eleitoral — diz.

O rumo político-partidário a ser tomado, segundo o vice, ainda não está definido. E nem há pressa.

Fabris conta que recebeu manifestações de pessoas de alguns partidos, mas nada oficial.

— O que houve foi pessoas que me disseram: "o partido está de portas abertas". Foi do PDT, do PP e do DEM. Mas nunca ninguém chegou e me convidou. As pessoas fazem uma gentileza, porque sabem que estou saindo. O próprio (vereador) Elói Frizzo, do PSB, também falou.

O vice diz que não tem predileção, mas admite uma inclinação pelo PP devido à aproximação com o filiado Alexandre Bortoluz. Ambos têm envolvimento na área de segurança pública. Bortoluz atuou na Secretaria de Urbanismo no governo passado. Inclusive, eles anunciam a obtenção de verba de R$ 100 mil para a Guarda Municipal por meio de emenda parlamentar do deputado federal Covatti Filho (PP).

Em relação ao PDT, partido adversário na eleição municipal, Fabris lembra que já foi filiado à sigla. Para ele, não haveria embaraço em retornar.

— Vou me filiar para ter um suporte político, apoio para trabalhar, não tomei esta decisão, e não sei se será um desses.

Pois é, apesar do que diz Fabris, depois de todo o chumbo trocado na disputa eleitoral, seria muita ironia o PDT retornar à prefeitura como vice de Guerra.

Porém, na política tudo pode acontecer. Afinal, Fabris permanecendo como vice interessa muito à oposição.  


 
 

Siga o Pioneiro no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comTrio é preso com munição e anabolizantes na BR-470, em Bento Gonçalves https://t.co/j1VPeoC3K5 #pioneirohá 3 minutosRetweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comDivisória do gabinete do vice-prefeito vira ocorrência policial https://t.co/XWCANcplUX #pioneirohá 38 minutosRetweet

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros