Em palestra na CIC de Caxias do Sul, senadora Ana Amélia Lemos critica Reforma da Previdência - Política - Pioneiro

Política27/03/2017 | 17h36Atualizada em 28/03/2017 | 08h21

Em palestra na CIC de Caxias do Sul, senadora Ana Amélia Lemos critica Reforma da Previdência

Parlamentar do PP falou para empresários em reunião-almoço nesta segunda-feira

Em palestra na CIC de Caxias do Sul, senadora Ana Amélia Lemos critica Reforma da Previdência Julio Soares/Divulgação
Foto: Julio Soares / Divulgação
Pioneiro
Pioneiro

Palestrante da reunião-almoço da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços (CIC) de Caxias do Sul desta segunda-feira, a senadora Ana Amélia Lemos (PP) criticou a Reforma da Previdência. 

Para ela, a proposta é complexa, porque envolve, de alguma maneira, todos os brasileiros. Ainda conforme a senadora, falta legitimidade ao presidente Michel Temer (PMDB) para levar adiante o projeto, já que trata-se de um governo de transição. 

— A maior dificuldade reside na falta de empoderamento dada pelo voto popular — resumiu. 

Leia mais
Marcha em apoio a Daniel Guerra será realizada domingo em Caxias
Germano Rigotto se lança pré-candidato ao Palácio do Planalto
"O vice chancelou nosso plano", diz presidente do PRB de Caxias do Sul
Daniel Guerra conta com a saída de Fabris da prefeitura de Caxias

A senadora também ressaltou que é contrária à proposta da forma como foi apresentada, porque tem um compromisso os agricultores: 

— Não é possível comparar os produtores rurais, da pequena atividade rural com uma indústria, com uma loja. 

O foco no momento, conforme a parlamentar, é o projeto da terceirização, aprovado na semana passada pela Câmara dos Deputados. Favorável à proposta, ela entende que a tecnologia está mudando as relações de trabalho. 

No entanto, reforçou que é preciso garantir que direitos como férias, 13º salário e hora-extra sejam assegurados. Ana Amélia, que esteve reunida com o prefeito Daniel Guerra (PRB) e vereadores pela manhã, comprometeu-se em levar a Brasília as demandas do Executivo e do Legislativo. 

Ela garantiu que irá buscar agilizar a tramitação da liberação do empréstimo de 33 milhões de dólares da Corporação Andina de Fomento (CAF) para asfaltamento de estradas do interior e prometeu que irá trabalhar para derrubar o veto relacionado à redistribuição das receitas do ISS em operações com cartões de crédito. Também irá dedicar-se a pautas relacionadas à retomada da economia, pedido dos empresários. 

Em entrevista coletiva após a palestra, questionada sobre sua participação na próxima eleição, Ana Amélia disse que não concorrerá à governadora: 

— Os gaúchos já disseram que não me queriam no Palácio Piratini. Entendi o recado das urnas de 2014, que os gaúchos e gaúchas preferiam que eu ficasse no Senado e lá eu pretendo ficar.


 
 

Siga o Pioneiro no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.com3por4: Espetáculo circense "Menorah" é uma das atrações da ExpoBento 2017 https://t.co/cJjc5PvYZW #pioneirohá 7 horas Retweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comEmpresário de Farroupilha investe na criação de parque temático da cerveja https://t.co/0qhMQgD6xu #pioneirohá 7 horas Retweet

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros