Reforma da Previdência causa discussão entre deputados caxienses nas redes sociais - Política - Pioneiro

Mirante21/02/2017 | 09h48Atualizada em 21/02/2017 | 09h48

Reforma da Previdência causa discussão entre deputados caxienses nas redes sociais

Material da CUT sobre Reforma da Previdência foi o estopim para o embate que era inevitável

Reforma da Previdência causa discussão entre deputados caxienses nas redes sociais Montagem sobre as fotos de Fabio Rodrigues Pozzebom e Leticia Rossetti/ Divulgação/
Pepe Vargas e Mauro Pereira trocaram farpas pelas redes sociais Foto: Montagem sobre as fotos de Fabio Rodrigues Pozzebom e Leticia Rossetti/ Divulgação

Começou assim: "O voto dele pode acabar com sua aposentadoria. Não deixe que ele vote contra você!". Este texto consta de material da CUT na luta contra a Reforma da Previdência, embaixo da foto de deputados da base do governo Temer, apoiadores em potencial das medidas. Entre eles, o caxiense Mauro Pereira (PMDB).

Outro deputado federal caxiense, Pepe Vargas (PT), postou o material em sua página no Facebook, acompanhado de um pequeno texto: "A CUT-RS alerta sobre deputados e senadores gaúchos da base de apoio a Michel Temer que ainda não deixaram claro como votarão no projeto de Reforma da Previdência. (...) Cobre de seu deputado e senador. Defenda sua aposentadoria."

Leia mais
"Quem vai pagar o pato é o município", diz presidente da CNM
PMDB já está no embalo de 2018
Os planos dos deputados de Caxias do Sul


Foi o estopim para algo já esperado, o antagonismo completo a respeito do tema Reforma da Previdência entre os dois deputados. O embate era inevitável. Mais cedo ou mais tarde, iria acontecer. O deputado Assis Melo (PCdoB), que assumiu em janeiro, embora não tenha participado do entrevero, também está na trincheira oposta à de Mauro.

Reação de Mauro

Mauro postou um comentário no Facebook de Pepe e reagiu:

"A CUT é uma central sindical que serviu de muleta para os governos Lula e Dilma e deu sustentação para que pudessem quebrar o Brasil, montando o maior esquema de corrupção da história, deixando um rombo gigantesco nos cofres públicos e mais de 12 milhões de desempregados.

(...) Eu, Mauro Pereira, tenho o maior orgulho de ser criticado por pessoas ligadas a entidades que tanto mal fizeram ao povo brasileiro, em especial aos trabalhadores!"

Réplica de Pepe

Bem mais longa, ela não demorou. A coluna selecionou uma parte da resposta do petista:

"O governo golpista que o senhor defende quer fazer esta reforma passar a toque de caixa. (...) Nós não vamos permitir que vocês façam isto sem o povo saber.Do senhor, conhecido nacionalmente como integrante da tropa de choque de Eduardo Cunha, reconhecido orgulhosamente como interlocutor do núcleo duro do governo, onde estão os mais corruptos homens públicos do Brasil, bem, do senhor não esperaria outra coisa que não esta reação."

Tréplica de Mauro

Muito mais longa ainda, veio ontem à tarde, sob forma de nota oficial. A seguir, um trecho selecionado.

"Algo precisa ficar claro: o que a CUT e seus assemelhados fizeram colocando uma fotografia minha num cartaz é uma falta de responsabilidade. Nós sequer começamos o debate na Comissão Especial da Previdência, as pessoas não sabem quais serão meus posicionamentos.Quanto à acusação leviana de que eu integrava a tropa de choque de Eduardo Cunha é mais uma inverdade. O que fazia era cobrar pautas que beneficiassem a nossa região. Eu votei a favor da cassação do deputado Cunha.O PT, durante seu desgoverno, dizia que era preciso mexer na Previdência para salvar o Brasil."

Debater o mérito

O debate foi nesse tom, um relembrando a trajetória recente do outro e as ligações com um governo e outro. Tem sua importância situar esses posicionamentos, mas o debate torna-se extenso, estéril e sem produtividade para efeitos de propostas para a Previdência.

Tomara que ambos parem por aí. A não ser que passem a debater o mérito, a começar sobre se, afinal de contas, há déficit ou superávit nas contas da Previdência.

Na Câmara, dia 3 de março

Pepe convidou Mauro para audiência pública sobre Reforma da Previdência dia 3 de março, na Câmara de Caxias. Mauro diz que participa.

Vai sair lasca.

 
 

Siga o Pioneiro no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comAdiamento da Festa da Uva continua indigesto a empresários da Serra https://t.co/s8TLRlTpjd #pioneirohá 13 minutosRetweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comVeja o que abre e o que fecha em Caxias no feriado de Nossa Senhora de Caravaggio https://t.co/XVQ4Cj2L42 #pioneirohá 44 minutosRetweet

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros