Ciro Fabres: a prefeitura tem de ser parte interessada no dissídio dos funcionários da Visate - Política - Pioneiro

Mirante24/02/2017 | 09h57Atualizada em 24/02/2017 | 10h31

Ciro Fabres: a prefeitura tem de ser parte interessada no dissídio dos funcionários da Visate

O município tem de ser parte interessada, em nome dos interesses da população

Ciro Fabres: a prefeitura tem de ser parte interessada no dissídio dos funcionários da Visate Porthus Junior/Agencia RBS
Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

A prefeitura de Caxias do Sul está confiando no reconhecimento da comunidade ao fato de que a tarifa do transporte coletivo ficou estacionada em R$ 3,40 neste início de ano. É um grande capital político. Isso garante apoio popular indiscutível. Há inclusive vereadores de oposição que concordam com a manutenção da tarifa. Não são loucos.

Mas, por causa desta confiança, a administração municipal preferiu não atender a pedidos de audiência com o prefeito Daniel Guerra (PRB) encaminhados por Visate e pelo Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários. A justificativa é que o impasse em torno do reajuste salarial para os trabalhadores deve ser resolvido entre as partes. "O município não é parte do dissídio, portanto, não irá interferir."

Leia mais
Prefeito de Caxias nega diálogo e sindicato dos rodoviários ameaça nova paralisação
Visate diz que prefeitura de Caxias está descumprindo "ordenamento legal" ao não levar em conta custos da empresa


Aqui há um equívoco. O município tem de ser parte interessada no desfecho dessa questão. Em nome dos interesses da população, que não pode ficar sem transporte coletivo.

— A cidade pararia, sim (no caso de uma paralisação dos empregados da Visate) — reconheceu o secretário de Trânsito, Transporte e Mobilidade, Cristiano de Abreu Soares.

A cidade parar é muito grave. E muito ruim para todo mundo. A prefeitura não pode dar de ombros a essa possibilidade, como se não fosse com ela. Por isso, a administração deve, sim, conversar com as partes e monitorar todo o processo, ainda que, de fato, não seja parte do dissídio.


 
 

Siga o Pioneiro no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comTransferência de famílias do loteamento Rota Nova, em Caxias, deve começar no primeiro semestre https://t.co/iuhJtXBX95 #pioneirohá 1 minutoRetweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comRodoviários querem retirar reajuste do plano de saúde de proposta de dissídio em Caxias https://t.co/1xtDuy5I3W #pioneirohá 27 minutosRetweet

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros