Só 5 bancadas saúdam Daniel Guerra na primeira sessão após o segundo turno em Caxias do Sul - Política - Pioneiro

Câmara de Vereadores02/11/2016 | 10h21Atualizada em 02/11/2016 | 10h30

Só 5 bancadas saúdam Daniel Guerra na primeira sessão após o segundo turno em Caxias do Sul

Plateia lotou o plenário da Câmara para acompanhar o primeiro pronunciamento do prefeito eleito

Só 5 bancadas saúdam Daniel Guerra na primeira sessão após o segundo turno em Caxias do Sul Porthus Junior/Agencia RBS
Discurso de campanha cedeu lugar nas manifestações por estilo conciliador em nome da "união de todos" Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

Uma parte dos eleitores de Daniel Guerra (PRB) lotou o plenário da Câmara de Vereadores na tarde de terça-feira para prestigiar o primeiro pronunciamento dele em plenário como prefeito eleito. Apesar da estima da população, poucos colegas parabenizaram o novo prefeito – Zoraido Silva e Adiló Didomenico, ambos de PTB, Gustavo Toigo, do PDT, o petista Rodrigo Beltrão, Renato Nunes, do aliado PR, e os dois progressistas, Arlindo Bandeira e Guila Sebben. Os vereadores das bancadas do PMDB, PCdoB e Solidariedade não se manifestaram.

Guerra usou um tom conciliador e repetiu que o pleito terminou no domingo às 17h. Ele pediu respeito e compreensão aos eleitores de Edson Néspolo (PDT), o candidato derrotado.

– A gente precisa ter a união de todos os cidadãos caxienses para um único horizonte, que é a população de Caxias do Sul. Não temos inimigos, e os caxienses não são inimigos. Enquanto alguns vibram com uma etapa, outros precisam ser compreendidos e respeitados, sem exceção, independente da decisão ideológica e partidária de seu voto.

Leia mais
"Atual administração está com prazo de validade vencido", define prefeito eleito de Caxias
"Guerra não contrata amigos", diz prefeito eleito de Caxias do Sul
Daniel Guerra afirma que vai liberar segunda pista de ônibus em 1º de janeiro
Vitória de Guerra derruba projeto do "quarto andar" na prefeitura de Caxias
As 10 razões para a vitória de Daniel Guerra, prefeito eleito de Caxias
Prefeito eleito de Caxias do Sul, Guerra planeja transição tranquila


Guerra propôs a união de todos os caxienses para uma nova etapa da política caxiense.

– Quero me congratular com todos os caxienses. Nenhuma pessoa foi vencida e nenhuma pessoa foi vitoriosa, exceto a população. Assim, a gente fortalece a democracia – ressaltou.

Zoraido usou a tribuna para saudar Guerra pela vitória "por uma questão de respeito".

– O Partido Trabalhista Brasileiro reconhece que a população escolheu o colega vereador para ser o prefeito. Caxias do Sul é maior do que uma eleição partidária. O PTB vai trabalhar pela cidade e fará um trabalho condizente com o que cidade precisa.

O pedetista Gustavo Toigo também saudou a vitória de Guerra.

– A população lhe dá a procuração desse mandato para governar a cidade de Caxias do Sul. Em uma democracia, precisamos nos curvar ao resultado das urnas e fazer as análises necessárias, os acertos e erros, mas a vontade soberana da população precisa ser respeitada.

Beltrão também se juntou às felicitações e afirmou que a bancada vai fazer a oposição "mais responsável possível".

– Nós (bancada do PT) falaremos o mesmo que foi dito ao prefeito Alceu (Barbosa Velho) quando foi eleito. Desejamos que vossa excelência faça o melhor governo da história de Caxias.

Ainda em seu discurso, o petista afirmou que espera diálogo do novo governo.

– Um Executivo que não tem a maioria da Câmara tem que ter muito diálogo. Temos um belo referencial, que é o prefeito Pepe Vargas (PT), que jamais fez negociata ou um balcão de negócios, no entanto, governou com minoria.

Beltrão revelou que votou nulo porque as duas candidaturas apoiaram o impeachment da presidente Dilma Rousseff, mas ressaltou que não permitirá que isso aconteça em Caxias.

– Jamais vou deixar que aconteça (o que aconteceu com Dilma) com vossa excelência. A mesma democracia que elegeu a presidenta Dilma elegeu vossa excelência. Serei um defensor do voto democrático outorgado pelo povo e estaremos juntos nas grandes batalhas de Caxias do Sul. Uma boa luta.

Sem citar o nome de Daniel Guerra, o vereador Elói Frizzo (PSB) afirmou que o candidato eleito surfou na onda conservadora. Junto com Rafael Bueno (PDT), Frizzo foi dos mais cobrados pelos apoiadores de Guerra. Ele reconheceu que o colega tem méritos e qualidades, mas ressalvou que, como todo o ser humano, também tem defeitos. Frizzo, que não saudou Guerra em nenhum momento, disse que fará uma oposição respeitosa, mas dura.

– Quem apanha não esquece. Estaremos aqui vigilantes, vigilantes, vigilantes – disse o socialista, dando o tom de como será a sua atuação.

 
 

Siga o Pioneiro no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.com3por4: Calendário Pirelli tem fotos de estrelas sem photoshop https://t.co/8y4SdNURHc #pioneirohá 26 segundosRetweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comRescisões de trabalhadores da Guerra SA, em Caxias, serão anuladas https://t.co/tTEsHxOTSY #pioneirohá 5 minutosRetweet

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros