Primeiro vereador negro de Caxias do Sul foi eleito somente em 2005 - Política - Pioneiro

Dia da Consciência Negra19/11/2016 | 08h12Atualizada em 19/11/2016 | 08h12

Primeiro vereador negro de Caxias do Sul foi eleito somente em 2005

Não há notícia de vereador negro no Legislativo caxiense desde 1892 antes de Edson da Rosa 

Primeiro vereador negro de Caxias do Sul foi eleito somente em 2005 Roni Rigon/Agencia RBS
Edson da Rosa (PMDB) foi o primeiro vereador negro a ser eleito em Caxias do Sul  Foto: Roni Rigon / Agencia RBS

Não é preciso estatísticas para saber que a presença de negros na política é, ainda, pequena. Os números, na verdade, apenas reforçam o que os olhos já veem. O Dia da Consciência Negra, comemorado neste domingo, 20 de novembro, nos lembra que, na Câmara Federal, menos de 10% dos deputados são negros. Próximo de nós, no Legislativo caxiense, dos 23 atuais vereadores, apenas dois se declaram negros.

Leia mais
Ari Dallegrave reassume PMDB caxiense em dezembro
Esporte é o foco de Felipe Gremelmaier, vereador reeleito pelo PMDB em Caxias
Arlindo Bandeira continua sendo o interior na Câmara de Vereadores de Caxias
"Projeto de cidade começa a fazer eco", avalia Daniel Guerra, diante de emendas sugeridas ao orçamento

Um deles é Edson da Rosa (PMDB), primeiro parlamentar negro eleito em Caxias, em 2005, e reeleito neste ano para o quarto mandato. A informação da assessoria de imprensa da Câmara é reforçada pelo advogado, jornalista e pesquisador Guiomar Chies, autor do livro Os poderes fazem história. Segundo ele, não há notícia de vereador negro no Legislativo caxiense desde 1892 antes de Edson.

O peemedebista foi o primeiro, ao que tudo indica, mas não é o único. O ex-vereador Assis Melo (PCdoB), eleito para a legislatura 2009-2012, se declara negro, conforme site da Justiça Eleitoral. A atual vereadora Denise Pessôa (PT), reeleita para os próximos quatro anos, também se declara afrodescendente, o que parece estranho num primeiro momento.

Denise Pessôa (PT), reeleita para o terceiro mandato, se declara negra Foto: Felipe Nyland / Agencia RBS

É que quem olha para Denise pode não considerá-la negra por conta do seu tom de pele. Para quem questiona sua "posição" racial e pergunta por que não se declara parda, por exemplo, ela responde:

— São meus traços, tenho nariz, lábios, o cabelo... É uma questão de consciência. Olha o meu pai... Esse sangue corre no meu corpo.

O que acontece, segundo a vereadora, é que há resistência de algumas pessoas em se declararem negras. Por isso a importância em se autoafirmar, defende.

— A gente vive uma cultura em que se autodeclarar negro parece que tu é menos, o que é uma cultura racista.

Conforme o último Censo, negros representam 54% da população brasileira.

Renato Oliveira (PCdoB) se considera branco, mas diz já ter sido chamado de negro Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

Barrado nos bailes

O fato de Denise se considerar negra levanta a discussão se mais vereadores em Caxias são negros ou não. É o caso de Renato Oliveira (PCdoB). O parlamentar tem tom de pele mais escuro, assim como Denise. No entanto, ele se declara branco. Inclusive, é assim que consta em sua certidão de nascimento.Mas, durante a juventude, Renato viveu uma situação que gerou certa crise de identidade étnica. Há mais de 30 anos, ele foi a dois clubes da cidade com um amigo e foi barrado nos dois, na mesma noite, por conta da sua cor.

— Fui no (Clube) Gaúcho e me disseram que eu era branco. Daí, fui no Reno e me disseram que eu era preto. Peguei minha motinho e fui pra casa – recorda o vereador.Hoje, a história pode parecer mentira ou até piada. Foi o único caso de preconceito vivido por Renato, mas capaz de deixar marcas, tanto que ele jamais esqueceu o episódio.

Para o vereador, a questão de pele deveria ser secundária.

— O mais importante é a raça humana. 

Edson da Rosa foi reeleito para o quarto mandato  Foto: Roni Rigon / Agencia RBS

"Não se pode admitir alguém se sobrepor a outro pela cor da pele", diz Edson da Rosa

Qual o sentimento em ser o primeiro vereador negro eleito em Caxias?
Primeiro, é uma constatação. Me sinto igual aos outros vereadores eleitos e que sou um homem da etnia negra. Me sinto igual a todos os outros, o que também tem a noção da responsabilidade que isso significa, de representar a diversidade na Câmara de Vereadores.

Por que faltam negros na política? E como isso se reverte?
Penso que aí teríamos que verificar quantos homens e mulheres negras concorreram. Na última eleição a deputado estadual, em 2014, em todo o RS, de todos os partidos, eu fui o candidato negro que mais fez votos. Mas penso que passa por alguns itens importantes, de passar por situações da possibilidade de as pessoas terem a noção da importância que é nós, negros, estarmos representando a etnia na Câmara. Estamos discutindo esse assunto porque estamos vivendo a Semana da Consciência Negra, mas se tivéssemos vivendo uma igualdade humana, não precisaríamos disso. E nós temos que colocar isso para a sociedade, de uma forma que todos nós, unidos, possamos entender esse momento. Eu me preocupo muito em explicar para aquelas pessoas que negam que exista o preconceito. Não podemos negar que existe um passivo latente com a população negra, assim como com os índios, com as mulheres. Como podemos acabar com isso? Homens e mulheres, brancos e negros, nos unir para que isso seja retirado da sociedade. Precisamos mostrar para a sociedade por que ainda existe preconceito, não só no Brasil. Aqui, no Brasil, nós temos de uma forma velada. Não podemos admitir que alguém se sobreponha a uma outra pessoa pela cor da pele.

A vereadora Denise Pessôa e o ex-vereador Assis Melo se declaram negros. O senhor os considera negros? 
Claro. Eu me sinto como a Denise e a Denise se sente tanto quanto eu e ainda tendo a percepção da questão da mulher. A (questão da) mulher negra é mais difícil ainda. Fui o primeiro e a Denise vem a somar. E isso que é o importante, nós tomarmos consciência.

 
 

Siga o Pioneiro no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comVice eleito de Caxias já fala em demitir secretários, se assumir prefeitura interinamente https://t.co/fEJgaobqTW #pioneirohá 1 minutoRetweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comIndústria de Caxias deve ter o pior faturamento da história recente em 2016 https://t.co/zyuvhAKPo2 #pioneirohá 21 minutosRetweet

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros