Mauro Pereira apoia a administração de Daniel Guerra na prefeitura - Política - Pioneiro

Mirante03/11/2016 | 08h35Atualizada em 03/11/2016 | 08h49

Mauro Pereira apoia a administração de Daniel Guerra na prefeitura

Deputado federal diz que em nenhuma hipótese pode querer que o novo prefeito vá mal

Mauro Pereira apoia a administração de Daniel Guerra na prefeitura Lúcio Bernardo Junior/Divulgação
Mauro frisa que o futuro prefeito deverá cumprir o que prometeu  Foto: Lúcio Bernardo Junior / Divulgação

O deputado federal Mauro Pereira (PMDB) diz que apoiará a administração de Daniel Guerra (PRB) na prefeitura e que não tem dúvida de que o PMDB precisa ficar do lado da população caxiense. Mauro defendia candidatura própria do partido e queria concorrer a prefeito. Teve seu desejo frustrado com a decisão do diretório peemedebista de seguir na coligação com o PDT, indicando Antonio Feldmann a vice, que também queria disputar o Executivo.

O deputado, que apoiou Edson Néspolo (PDT), é claro:

— Fiz campanha para o Néspolo, mas a eleição passou, perdemos. O Brasil precisa de união para sair do buraco.

Mauro ressalta que o PRB e o PR são aliadíssimos do presidente da República, Michel Temer (PMDB). Ele não vê problema no fato de Guerra ter votado favorável a uma moção de repúdio à PEC 241.

— Apoio a administração dele, porque em nenhuma hipótese posso querer que ele vá mal, porque senão quem vai mal é a população de Caxias. Tudo o que ele fizer pelo bem, vou apoiar — reforça o deputado, acrescentando, porém, que o futuro prefeito deverá cumprir o que prometeu.

Sobre como o PMDB na Câmara irá se posicionar, diz que quem fala são os eleitos (Edson da Rosa, Felipe Gremelmaier, Gládis Frizzo e Paulo Périco), mas afirma que "os vereadores são inteligentes".

Em relação às divergências com Guerra na Câmara de Vereadores, define:

— Eu tenho zero mágoa do Guerra. Se eu fosse ver como o (Carlos) Lupi (presidente nacional do PDT) tratava o Temer, não votaria no PDT.

Lembrou que, quando o PMDB discutia se teria candidato próprio ou indicaria o vice, uma pesquisa interna encomendada pelo partido sinalizava para onde iriam seus votos, se ele não fosse candidato: Daniel Guerra.

— Vou ajudar no que puder, não tenho dúvida de que (José Ivo) Sartori fará igual. Vou abrir as portas para ele em Brasília.

:: O presidente licenciado do PMDB, Ari Dallegrave, que defendia candidatura própria do partido, reassume o comando no dia 30 de novembro.

 
 

Siga o Pioneiro no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comVice eleito de Caxias já fala em demitir secretários, se assumir prefeitura interinamente https://t.co/fEJgaobqTW #pioneirohá 4 minutosRetweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comIndústria de Caxias deve ter o pior faturamento da história recente em 2016 https://t.co/zyuvhAKPo2 #pioneirohá 24 minutosRetweet

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros