"Atual administração está com prazo de validade vencido", define prefeito eleito de Caxias - Política - Pioneiro

Mirante01/11/2016 | 08h22Atualizada em 01/11/2016 | 15h20

"Atual administração está com prazo de validade vencido", define prefeito eleito de Caxias

Daniel Guerra reforça que prefeitura virou uma casa loteada por partidos

"Atual administração está com prazo de validade vencido", define prefeito eleito de Caxias Diogo Sallaberry/Agencia RBS
Guerra disse que está à disposição de Alceu para conversar sobre a transição Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

Um dia após a vitória estrondosa sobre o governista Edson Néspolo (PDT), o prefeito eleito de Caxias, Daniel Guerra (PRB), disse acreditar que conseguirá conversar com o prefeito Alceu Barbosa Velho (PDT) para que seja feita a transição. Até esta segunda-feira, não havia ocorrido qualquer contato. Mas ele avisa que está à inteira disposição.

Leia também
Daniel Guerra afirma que vai liberar segunda pista de ônibus em 1º de janeiro
Vitória de Guerra derruba projeto do "quarto andar" na prefeitura de Caxias
As 10 razões para a vitória de Daniel Guerra, prefeito eleito de Caxias
Prefeito eleito de Caxias do Sul, Guerra planeja transição tranquila


Mesmo com a campanha eleitoral pesada no segundo turno e de sua postura oposicionista registrada como vereador, ele acredita que, passado o pleito, haverá maturidade e responsabilidade de entender de que não são inimigos.

Apesar do otimismo de Guerra quanto às relações políticas com o intuito de "olhar tão somente Caxias", como declarou, não vai ser tão fácil para o atual grupo à frente do comando da segunda maior cidade do Estado absorver o resultado que encerra 12 anos de poder.

Questionado sobre o que sentia por dar fim ao ciclo PMDB/PDT, ou seja, evitando a construção do "quarto andar", definiu:

— A satisfação que se tem é dizer que Caxias confirmou que a atual administração está esgotada, está com prazo de validade vencido. Quando algo tem prazo de validade vencido, precisa ser substituído.

Guerra falou também sobre os cargos em comissão (CCs) — cujo corte de 145 postos ele gostaria que fosse efetuado ainda por Alceu.

— Os CCs, na sua maioria, além de não ter capacidade técnica, estavam preocupados só em si e nitidamente causando uma situação muito desagradável com os servidores concursados, que tinham que se ver tendo como chefe uma pessoa que sequer tem ensino fundamental incompleto recebendo R$ 10 mil.

Lembrou que, em 2012, Alceu ao vencer foi presenteado com uma maquete da prefeitura, em que estava cravado "um monte de bandeiras de partidos".

— Aquilo me preocupou e depois só se confirmou, literalmente a prefeitura virou uma casa loteada dos partidos.


 
 

Siga o Pioneiro no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.com3por4: Calendário Pirelli tem fotos de estrelas sem photoshop https://t.co/8y4SdNURHc #pioneirohá 6 minutosRetweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comRescisões de trabalhadores da Guerra SA, em Caxias, serão anuladas https://t.co/tTEsHxOTSY #pioneirohá 11 minutosRetweet

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros