Após perder mandato, Kiko Girardi retorna à Câmara de Caxias em janeiro de 2017 eleito pelo PSD - Política - Pioneiro

Eleições 201625/11/2016 | 07h08Atualizada em 25/11/2016 | 07h08

Após perder mandato, Kiko Girardi retorna à Câmara de Caxias em janeiro de 2017 eleito pelo PSD

Ele perdeu a cadeira por infidelidade partidária ao deixar o PT em 2016

Após perder mandato, Kiko Girardi retorna à Câmara de Caxias em janeiro de 2017 eleito pelo PSD Marcelo Casagrande/Agencia RBS
Kiko quer dedicar-se a dois temas considerados fundamentais por ele: saúde e educação Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

Após ficar afastado do Legislativo caxiense, Clair de Lima Girardi, o Kiko, retorna à Câmara em 1º de janeiro de 2017. Ele perdeu o mandato em janeiro deste ano por infidelidade partidária ao trocar o PT, partido pelo qual foi eleito em 2012, pelo PSD. 

— Foi uma legislatura muito conturbada. Muita coisa não deu para fazer — diz. 

Leia mais
Vice-prefeito eleito lidera transição na segurança pública, em Caxias
Diplomação dos eleitos para prefeitura e Câmara será no dia 19, em Caxias
Vereadora de Caxias critica punição branda à fraude no cartão ponto do Samu
Proposta define regras para criação de bairros em Caxias do Sul 

O retorno dará ao vereador eleito a possibilidade de continuar o trabalho que vinha desenvolvendo até então. Kiko quer dedicar-se a dois temas considerados fundamentais por ele: saúde e educação. Este último, com foco na educação infantil. 

Embora queira deixar de lado a imagem de que é parlamentar de uma única região, Kiko não tem como abandonar a comunidade do Serrano, bairro onde mora há 30 anos e que o projetou como liderança comunitária. Na região, promete trabalhar pela regularização de loteamentos e por mudanças na legislação municipal que proíbe determinadas atividades comerciais em áreas onde há bacia de captação, caso do Serrano. 

— Não posso ser vereador exclusivo de um bairro, mas aqui (no Serrano) sou cobrado na porta de casa — brinca. 

Único vereador da bancada do PSD, Kiko acredita que fará um mandato mais qualificado. Com uma equipe para assessorar somente a ele, considera que irá enviar projetos com menos erros, ou seja, sem vícios de origem ou inconstitucionais. Essa é, ao menos, a expectativa. 

Eleito com 1.985 votos — em 2012, foram 2.908 votos —, garante que não guardou mágoas dos ex-companheiros do PT, partido que solicitou na Justiça o seu mandato após a desfiliação, ainda em setembro de 2015. Mas admite que ficou chateado na época: 

— Ficou de lição o amadurecimento. Na política, você não tem amigos. Foi muito triste pra mim, a gente ser colocado pelo povo para trabalhar e não ter a liberdade para trocar de partido. 

Família, futebol e natureza 

Natural de Barracão, Kiko chegou a Caxias em 1984 e foi morar no São Caetano. Mas logo, em 1987, mudou-se para o Serrano, onde abriu uma loja de materiais de construção, que fechou após Kiko assumir como vereador. 

Casado com Ivanilde Minetto Girardi, 50 anos, tem duas filhas, Josele e Jaíne, e um neto, Henrique, 11 anos. E é com eles que gosta de passar os finais de semana. A família, aliás, mora toda em um mesmo prédio. 

Kiko gosta também de assistir e jogar futebol, embora admita que não tenha praticado o esporte nos últimos tempos. "Ir para interior da cidade" também é um hobby de Kiko. Quando não está no meio do mato, mexe na horta e cuida dos animais que tem em casa. 

— Gosto muito de sítio. 

Kiko quer dedicar-se a dois temas considerados fundamentais por ele: saúde e educação Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

Trajetória
:: Líder comunitário do Serrano.
:: Vereador eleito em 2012 pelo PT.
:: Perdeu o mandato em 2016, após trocar de partido.
:: Vereador eleito em 2016 pelo PSD. 

Bandeiras
:: Regularização fundiária.
:: Flexibilização da lei das Zonas das Águas.
:: Saúde.
:: Educação.

 
 

Siga o Pioneiro no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.com3por4: Calendário Pirelli tem fotos de estrelas sem photoshop https://t.co/8y4SdNURHc #pioneirohá 3 minutosRetweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comRescisões de trabalhadores da Guerra SA, em Caxias, serão anuladas https://t.co/tTEsHxOTSY #pioneirohá 8 minutosRetweet

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros