Alceu leva cinco dias para admitir resultado da eleição à prefeitura de Caxias - Política - Pioneiro

Mirante05/11/2016 | 09h15Atualizada em 05/11/2016 | 09h15

Alceu leva cinco dias para admitir resultado da eleição à prefeitura de Caxias

Prefeito vitimizou-se, parabenizou Daniel Guerra pela votação e disse que transmitirá o cargo "sem nenhum problema"

Alceu leva cinco dias para admitir resultado da eleição à prefeitura de Caxias Diogo Sallaberry/Agencia RBS
Alceu ficou fora da prefeitura para um período de reflexão, após derrota de seu candidato no domingo Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

Depois de refletir, o prefeito Alceu Barbosa Velho (PDT) reconheceu a vitória de Daniel Guerra (PRB) registrada nas urnas no domingo, com 148.501 votos. Alceu aguardou cinco dias para falar sobre o resultado eleitoral. Disse que ficou fora da prefeitura para um período de reflexão e ter uma opinião tranquila.

Convocou a imprensa, nesta sexta-feira, para dizer que queria cumprimentar os eleitos e que Guerra teve uma vitória brilhante, maiúscula, da qual não se pode ter qualquer dúvida.

O prefeito isentou-se da possibilidade de ter responsabilidade a mais na derrota do seu candidato Edson Néspolo (PDT). Pelo contrário, disse ter sofrido "perseguição implacável" do Pioneiro em seu governo. Para ele, o que ocorreu em Caxias na eleição foi a interrupção de um ciclo, um processo natural e citou como exemplo os resultados em São Paulo e Porto Alegre.

Nada falou sobre sua postagem no Twitter em que chamou os petistas de ladrão, facilitando que os votos de Pepe Vargas migrassem para Guerra. Só não deixou de dar um recado com todas as letras para o eleito.

— Eu sou prefeito até 31 de dezembro.

Alceu não assumiu possíveis falhas dele e de seu governo. Falou por cerca de uma hora para enaltecer sua gestão e vitimizar-se. Enfim, sobre a transição, assunto da hora, garantiu que tudo seguirá o figurino.

— Nós vamos propor uma transição muito transparente, muito aberta, muito tranquila — afirmou.

Na segunda-feira de manhã, ele e Guerra estarão frente a frente. A reunião sugerida pelo eleito para as 7h30min no gabinete foi confirmada.

E vai ter posse. Republicana e democrática, garante o prefeito.

Alceu assegurou que transmitirá o cargo a Guerra "sem nenhum problema".

— Não seria leviano, não seria pequeno, só porque o meu candidato não ganhou (não fazer a transmissão).

Por fim, à Rádio Gaúcha Serra, ele contou, sem modéstia:

— As pessoas na rua diziam: "se fosse você, eu votava".

Em 1º de janeiro, após 12 anos no poder, PDT e PMDB se despedem do Centro Administrativo. Alceu entrega a chave da segunda maior cidade do Estado a um ex-integrante do grupo que ingressou na prefeitura em 2005, e que acabou tornando-se o maior crítico. 



 
 

Siga o Pioneiro no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comInstrumentista e compositor André Viegas irá lançar DVD nesta terça, em Caxias https://t.co/K1cyy8EXnn #pioneirohá 24 minutosRetweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comEntenda os riscos causados pelo consumo de alimentos com excesso de agrotóxicos https://t.co/4vFhL9qvBE #pioneirohá 53 minutosRetweet

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros