Francisco Corrêa diz que tempo de propaganda é muito desigual - Política - Pioneiro

Eleições 201602/10/2016 | 20h33Atualizada em 02/10/2016 | 20h44

Francisco Corrêa diz que tempo de propaganda é muito desigual

Ele experimentou nestas eleições a primeira candidatura a cargo político da sua vida

Francisco Corrêa diz que tempo de propaganda é muito desigual Felipe Nyland/Agencia RBS
Cumprido o período do pleito, Corrêa, que é aposentado do serviço público, poderá voltar às atividades cotidianas Foto: Felipe Nyland / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

Aos 60 anos, Francisco Carlos Oleiro Corrêa experimentou nestas eleições a primeira candidatura a cargo político da sua vida em Caxias do Sul. O representante do Psol entrou na corrida à prefeitura para ser uma alternativa que contemplasse o combate à miséria e o fortalecimento de políticas públicas para as classes menos favorecidas — necessidade que identificou nos quase 20 anos como servidor da Fundação de Assistência Social (FAS), em Caxias do Sul.Contudo, ele viu-se prejudicado pelo tempo de propaganda gratuita na TV e no rádio (16 segundos).

— O tempo de propaganda é muito desigual. Ainda a legislação, nesse aspecto, não operou uma correção no sentido de garantir equidade — disse Corrêa, em entrevista à Rádio Gaúcha, ainda no domingo pela manhã.

Leia mais
Seis urnas apresentam problemas em Caxias do Sul 
Secretário de Obras de Caxias é preso fazendo boca de urna
Não votou neste domingo?

Ele acompanhou a apuração em casa e não foi localizado pela reportagem para falar sobre o resultado. Cumprido o período do pleito, Corrêa, que é aposentado do serviço público, poderá voltar às atividades cotidianas, como as corridas de rua e os exercícios na academia, duas paixões. 

 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros