Eleição de Gladis Frizzo, a quarta vereadora mais votada de Caxias do Sul, mostra a força do Desvio Rizzo - Política - Pioneiro

Eleições 201607/10/2016 | 08h09Atualizada em 07/10/2016 | 08h10

Eleição de Gladis Frizzo, a quarta vereadora mais votada de Caxias do Sul, mostra a força do Desvio Rizzo

Peemedebista conquistou 3.975 votos, quase todos do bairro onde mora

Eleição de Gladis Frizzo, a quarta vereadora mais votada de Caxias do Sul, mostra a força do Desvio Rizzo Roni Rigon/Agencia RBS
Gladis é natural de Marau e vive em Caxias do Sul desde os cinco anos de idade Foto: Roni Rigon / Agencia RBS

O trabalho comunitário de 36 anos de Gladis Frizzo, 54, foi consagrado nas urnas no último domingo. Natural de Marau, a vereadora eleita com 3.975 votos — a quarta mais votada — chegou em Caxias do Sul quando tinha cinco anos. A família morou no Rio Branco antes de fixar residência no bairro Desvio Rizzo. Gladis começou a trabalhar aos 15 anos — primeiro na Lavrale, depois foi securitária e também trabalhou na gráfica da UCS. Em 2015, formou-se em Administração de Empresas.

Leia mais|
Neri O Carteiro é o vereador mais votado de Caxias do Sul
A causa de Paula Ioris, a segunda vereadora mais votada em Caxias
Postagem de vereadora do PT acirra embate com PDT em Caxias do Sul
123 mil votos estão em disputa no segundo turno em Caxias do Sul
Primeiro debate entre Guerra e Néspolo é marcado por provocações

No final da década de 1970, Gladis, com 18 anos, decidiu participar do movimento Emaús, da Igreja Católica, para se inserir na comunidade. 

— Comecei a fazer parte da liturgia de cantos e vender rifão (nas festas da comunidade). Depois, fui catequista por 14 anos. Nós não tínhamos rede de luz e de água. Naquela época, era só eucalipto. E a RS-122 ainda era estrada de chão. A gente começava a reivindicar as coisas para o bairro.

O espírito de liderança levou Gladis a integrar a Associação de Moradores do Bairro (Amob).

— Participei da associação por muitos anos e fui presidente por duas vezes. A gente tinha uma equipe muito boa. A Amob me proporcionou mais interesse nas questões comunitárias.

Segundo Gladis, a preocupação com o crescimento desordenado do Desvio Rizzo foi comunicada ao então prefeito José Ivo Sartori (PMDB). Ela diz que só as reivindicações por meio da Amob já não eram suficientes. Em 2008, filiou-se ao PSB e, em 2012, concorreu pela primeira vez a vereadora. Em 2013, depois de muito reivindicar, tornou-se subprefeita do Rizzo.

— A subprefeitura foi uma grande escola. Pude sentir na pele alguns problemas que eu não sentia, não conhecia e não sabia o que realmente as pessoas precisavam.

A nova vereadora tem três bandeiras que irá defender: a ampliação de vagas na educação infantil e das escolas em tempo integral, a descentralização de serviços públicos e políticas públicas para as mulheres.

— As quatro regiões administrativas (Desvio Rizzo, Ana Rech, Forqueta e Galópolis) estão muito sucateadas em máquinas, equipamentos e até pessoas. E (precisa) agilizar os alvarás, descentralizar serviços como iluminação, fiscalização e (serviços da) Semma (a Secretaria do Meio Ambiente).

Gladis está satisfeita com a renovação na Câmara:

— É com alegria que temos três valorosas mulheres eleitas. Da última vez, tínhamos uma.

Mesmo tendo o nome confirmado quase no final da apuração, Gladis se manteve tranquila e confiante.

— Eu pedia calma e dizia que as urnas do Rizzo não tinham sido abertas. O Rizzo reagiu e mostrou força. As pessoas não votam mais em partidos, elas votam em pessoas e querem políticos honestos.

Casa cheia

A primeira filha de José Franceschetto e Lúcia Turmina chegou em Caxias nos anos 1970 à procura de tratamento médico para a mãe. Hoje, o pai com 79 e a mãe com 78 são os maiores fãs. Gladis é casada com o servidor público Gelson Frizzo, 55, e mãe de Bruna, 28 e Arthur, 17.

— Tenho pouco tempo, mas gosto muito de estar com a família, meus pais, irmãos. Adoro a minha casa cheia de amigos, de conversar e ouvir música e bate-papo — resume ela. 

Gladis com eleitoras no bairro Desvio Rizzo Foto: Roni Rigon / Agencia RBS

Bandeiras de Gladis
- Ampliação de vagas na educação infantil e das escolas em tempo integral.
- Descentralização de serviços públicos.
- Políticas públicas para as mulheres.

Trajetória
- Duas vezes presidente da Associação dos Moradores do Desvio Rizzo.
- Subprefeita do Desvio Rizzo, de 2013 a 2016.
- Vereadora suplente na atual legislatura, assumiu uma cadeira por 20 dias.
- Formada em Administração de Empresas.
- Vereadora eleita em 2016, com 3.975 votos.


 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros