123 mil votos estão em disputa no segundo turno em Caxias do Sul - Política - Pioneiro

Eleições 201606/10/2016 | 08h32Atualizada em 06/10/2016 | 08h33

123 mil votos estão em disputa no segundo turno em Caxias do Sul

Número é a soma dos votos dos candidatos derrotados, mais brancos, nulos e abstenções

123 mil votos estão em disputa no segundo turno em Caxias do Sul Montagem com imagens de Marcelo Casagrande e Jonas Ramos/agência RBS
Néspolo e Guerra disputam o segundo turno, que ocorre em 30 de outubro Foto: Montagem com imagens de Marcelo Casagrande e Jonas Ramos / agência RBS

Os votos de Pepe Vargas (PT), Assis Melo (PCdoB), Vitor Hugo Gomes (Rede) e Francisco Corrêa (PSOL) serão decisivos nesse segundo turno em Caxias do Sul. São 64.111 votos, sendo 59.229 do candidato petista, em disputa por Edson Néspolo (PDT) e Daniel Guerra (PRB). Considerando-se abstenções e votos nulos e brancos, este universo de votos em abertos amplia-se para 123.159 eleitores.

Leia mais
PMDB propõe correção de rumos para campanha de Edson Néspolo
Veja como foi a votação dos candidatos em cada região de Caxias do Sul
Candidato a prefeito de Caxias pelo PDT, Néspolo pretende comparar trajetórias no segundo turno
Candidato a prefeito em Caxias do Sul pelo PRB, Guerra quer mostrar a trajetória no segundo turno
"O que passou, passou", diz prefeito de Caxias sobre embate com PT na disputa à prefeitura

Por enquanto, apenas a Rede definiu posição, liberando seus filiados para votarem em quem desejarem. O porta-voz do partido, Deoclécio da Silva, por exemplo, irá apoiar Guerra. A preferência pelo candidato do PRB levou em conta o fato de a Rede ser oposição à atual administração. 

— Combatemos a forma como foram agregados os 21 partidos, em cima de cargos. A gente foi prejudicado, inclusive. Nós tínhamos feito acordo com três partidos e esses partidos foram cooptados pela turma do Néspolo e estão hoje representados no governo, com cargos nomeados. Essa administração já tem 12 anos, já saturou — justifica Deoclécio. 

O PT reúne os membros do diretório nesta quinta-feira para definir a posição neste segundo turno. A vereadora Ana Corso fez uma postagem no Facebook na noite de terça-feira defendendo a postura como oposição à atual gestão. À reportagem do Pioneiro, ela confirmou que defenderá o voto em Daniel Guerra. 

— Tanto os votos que nós fizemos quanto os votos que o Guerra fez dá uma maioria contra a atual administração. Não é indicar voto propriamente no Guerra, é voto na oposição, para que se acabe o continuísmo de 12 anos, os CCs desnecessários. Acho que a gente não pode se omitir nesse momento — entende. 

O vereador Rodrigo Beltrão, também do PT, concorda que é preciso fazer oposição ao governo Alceu, mas acredita que o melhor é liberar os filiados para votarem em quem quiserem: 

— Ponto um: a população deu claro sinal de que quer a oposição. Ponto dois: eu entendo que é um acerto de contas entre eles e que não é necessariamente uma situação em que nós tenhamos que assumir um lado. Acho, inclusive, que eles (Néspolo e Guerra) têm o mesmo DNA.

Leia também
Terceiro vereador mais votado em Caxias, Adiló quer ficar na Câmara
Tristeza e alegria no reencontro dos vereadores de Caxias do Sul
Eleitor que não votar por biometria terá de refazer coleta de digitais 
A causa de Paula Ioris, a segunda vereadora mais votada em Caxias
Horário eleitoral em rádio e tevê em Caxias do Sul começa dia 11 
Candidatos a prefeito de Caxias têm limite de R$ 344 mil no segundo turno

Denise Pessôa, vereadora petista, também entende que a continuidade do governo Alceu, representada por Néspolo, "não é a saída". No entanto, ela ainda não decidiu se o melhor é apoiar Guerra ou anular o voto. 

— Ainda não tem claro, prefiro discutir de forma coletiva — avisa. 

Alguns filiados petistas, que preferem não se identificar, comentam que, estrategicamente, o melhor seria Guerra vencer para que o bloco de 21 partidos da atual administração se desmonte. Com isso, em 2020, seriam mais candidaturas. A derrota de Néspolo também representaria uma derrota do governador José Ivo Sartori (PMDB), com reflexos em 2018. 

Sartori foi o grande articulador da aliança com o PDT em sua primeira eleição a prefeito, em 2004, e é o responsável pela base sólida que construiu até agora — no âmbito do governo, chamada de três andares. 

Os partidos: 
PT:
diretório reúne-se nesta quinta-feira para definir posição. Vereadores divergem sobre a melhor posição e filiados dizem que maioria deve votar em Guerra.
PCdoB: direção reúne-se nesta quinta para avaliar o resultado da eleição e já deve definir uma posição. Assis Melo, candidato a prefeito, prefere não adiantar preferência. O partido esteve no governo Alceu ocupando a Secretaria de Habitação. O PCdoB é, também, um dos principais defensores do "Fora, Temer" e, se declarar apoio a Néspolo, estará apoiando um candidato que foi favorável ao impeachment de Dilma Rousseff. Alguns simpatizantes do PCdoB já emitiram nas redes sociais sinais de resistência a Daniel Guerra.
Rede: partido liberou os filiados, mas Deoclécio da Silva, porta-voz da legenda, já anunciou apoio a Guerra. Já Vitor Hugo Gomes, candidato a prefeito pela Rede, irá anunciar sua posição nos próximos dias. — Não quero ficar em cima do muro —, afirma.
PSOL: uma reunião será realizada nos próximos dias. Por seu histórico, o partido deve liberar os filiados e a tendência é que os membros do PSOL votem nulo. A presidente da sigla, Anaí de Souza, acredita que a posição será pela neutralidade.

Veja como foi a votação em Caxias
Edson Néspolo: 102.044 - 43.54%
Daniel Guerra: 68.214 - 29.11%
Pepe Vargas: 59.229 - 25.27%
Assis Melo: 2.629 - 1.12%
Vitor Hugo Gomes: 1.343 - 0,57%
Francisco Corrêa: 910 - 0,39%
Abstenção: 26.033
Brancos: 12.665
Nulo: 20.350
Total de votos em aberto: 123.159 votos 

 
 

Siga o Pioneiro no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.com"Quem fala pela transição não é o vice, é a coordenação-geral", diz prefeito eleito de Caxias do Sul https://t.co/jEpP5ESH1f #pioneirohá 3 horas Retweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comVice-prefeito eleito de Caxias pede desfiliação do PRB https://t.co/s9pmLLKOiy #pioneirohá 4 horas Retweet

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros