Audiência para apurar denúncia contra Néspolo será neste sábado - Política - Pioneiro

Mirante23/09/2016 | 08h30Atualizada em 23/09/2016 | 13h42

Audiência para apurar denúncia contra Néspolo será neste sábado

PT terá quatro testemunhas. A coligação Caxias para Todos levará três. Defesa foi encaminhada um dia após notificação

Audiência para apurar denúncia contra Néspolo será neste sábado Andreia Copini / Divulgação/divulgação
Edson Néspolo e Antonio Feldmann enfrentam ação impetrada pelo PT de suposto uso da máquina pública Foto: Andreia Copini / Divulgação / divulgação

Foi encaminhada ainda nesta quinta-feira, pelo jurídico da coligação Caxias para Todos, a contestação à denúncia feita pelo PT contra as candidaturas de Edson Néspolo (PDT) a prefeito e de Antonio Feldmann (PMDB) a vice, por suposto uso da máquina pública.

A audiência para ouvir testemunhas foi marcada para este sábado, às 14h, na 3ª Vara Cível do Foro Estadual de Caxias do Sul. A denúncia foi encaminhada na segunda-feira e aceita na terça pelo juiz da 16ª Zona Eleitoral, Carlos Frederico Finger.

O PT, autor da Ação de Investigação Judicial Eleitoral, terá quatro testemunhas, informa o advogado Jean Carbonera. A defesa da chapa Néspolo/Feldmann apresentará três, diz o advogado da coligação Caxias para Todos, Sezer Cerbaro.

O uso da máquina pública, conforme os petistas, teria ocorrido na entrega do asfaltamento e ampliação da Rua Cristóforo Randon, bairro Euzébio Beltrão de Queiroz, no dia 3, durante o discurso do prefeito Alceu Barbosa Velho (PDT). Ele e a coligação Caxias para Todos também foram denunciados.

Durante sua fala na inauguração, Alceu faz menção "ao nosso candidato". Além disso, o prefeito aparece em programa do horário eleitoral gratuito de Néspolo gravado no mesmo local, na data da inauguração, fazendo o símbolo da campanha.

Cerbaro declarou na quarta-feira que a denúncia é fraca em acusação, não tem provas, nem nexo. Considera desespero do PT. Segundo ele, a manifestação feita pelo prefeito referia-se à honestidade do candidato e estava contextualizada. Disse que ele falava sobre a corrupção que ocorre no país e o fato de poder andar na rua.

O episódio é o mais sério e polêmico registrado no curto período de campanha eleitoral inaugurado neste ano, que chega na reta final acirrando a disputa entre o governista e a candidatura do petista Pepe Vargas. É possível que até o início da próxima semana já tenha a sentença em primeira instância.

 
 

Siga o Pioneiro no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comErro faz Daer cancelar licitação para conserva de trecho da Rota do Sol https://t.co/Fd3PdfeyJ7 #pioneirohá 28 minutosRetweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comAcervo digital da CIC é doado ao Arquivo Histórico Municipal https://t.co/zZlrB94zCD #pioneirohá 57 minutosRetweet

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros