Audiência em Caxias do Sul para apurar denúncia contra Néspolo ouve testemunhas - Política - Pioneiro

Eleições 201624/09/2016 | 19h56Atualizada em 24/09/2016 | 19h56

Audiência em Caxias do Sul para apurar denúncia contra Néspolo ouve testemunhas

Expectativa é que a decisão do juiz saia entre terça e quarta-feira

Pioneiro

Audiência foi aberta ao público, mas não pode ser fotografada para preservar imagem das testemunhas  Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

A audiência para apurar o suposto uso da máquina pública na campanha eleitoral do candidato Edson Néspolo (PDT) ouviu seis testemunhas na tarde deste sábado. Realizada na 3ª Vara Cível do Foro Estadual de Caxias do Sul, ela foi conduzida pelo juiz da 16ª Zona Eleitoral de Caxias do Sul, Carlos Frederico Finger.

Quatro das seis testemunhas eram do PT, autor da Ação de Investigação Judicial Eleitoral. O uso da máquina pública, conforme os petistas, teria ocorrido na entrega do asfaltamento e ampliação da Rua Cristóforo Randon, bairro Euzébio Beltrão de Queiroz, no dia 3, durante o discurso do prefeito Alceu Barbosa Velho (PDT). 

Leia mais
PT vai à Justiça acusando uso da máquina pública em Caxias
Justiça eleitoral aceita denúncia do PT contra Néspolo
Advogado da coligação Caxias para Todos diz que denúncia não tem provas, nem nexo
Audiência para apurar denúncia contra Néspolo será neste sábado

Durante sua fala na inauguração, Alceu faz menção "ao nosso candidato". Além disso, o prefeito aparece em programa do horário eleitoral gratuito de Néspolo gravado no mesmo local, na data da inauguração, fazendo o símbolo da campanha.

Conforme o advogado do PT, Jean Carbonera, as oitivas deste sábado reforçam a denúncia de campanha em favor de Néspolo. 

— Não restam dúvidas de que o que o prefeito fala tem impacto eleitoral em benefício do candidato que ele apoia e em prejuízo do candidato que ele critica quando fala que entregou o governo de um jeito ou de outro. Essa é a convicção com base nas provas que foram entregues com a ação e as provas que foram produzidas hoje (sábado) — diz. 

A defesa apresentou duas testemunhas. Para Sezer Cerbaro, advogado da coligação Caxias para Todos e de Néspolo, a audiência foi satisfatória. Ele está seguro que não houve infração: 

— As testemunhas da denúncia não trouxeram nenhum fato além do que estava na ação e que não comprovou a denúncia deles. Acreditamos que vai dar improcedência.

As partes envolvidas têm até segunda-feira para se manifestar, ou seja, apresentar um relatório ao juiz. A expectativa é que a decisão da Justiça saia entre terça e quarta-feira da semana que vem. A eleição ocorre no dia 2 de outubro.

 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros