Escritor José Clemente Pozenato recebe o Prêmio Caxias da Câmara de Vereadores - Política - Pioneiro

Versão mobile

 

Homenagem25/08/2015 | 19h43

Escritor José Clemente Pozenato recebe o Prêmio Caxias da Câmara de Vereadores

Troféu foi entregue na abertura da sessão ordinária desta terça-feira

Escritor José Clemente Pozenato recebe o Prêmio Caxias da Câmara de Vereadores Rodrigo Rossi/Divulgação/
Vereador Gustavo Toigo foi o proponente da homenagem Foto: Rodrigo Rossi/Divulgação
Pioneiro

O escritor José Clemente Pozenato recebeu nesta terça-feira o Prêmio Caxias, outorgado pela Câmara de Vereadores de Caxias do Sul na abertura da sessão ordinária. Em 2015, completam-se 20 anos do lançamento do filme "O Quatrilho", baseado no livro de mesmo nome, que o autor publicou em 1985 pela editora Mercado Aberto. Também faz dez anos do Programa Permanente de Estímulo à Leitura, criado quando Pozenato esteve à frente da Secretaria Municipal da Cultura. O presidente do Legislativo caxiense, vereador Flavio Cassina (PTB), conduziu a cerimônia.

Leia as últimas notícias do Pioneiro

Proponente da homenagem, o vereador Gustavo Toigo (PDT) destacou que, por meio do filme, Caxias do Sul se tornou conhecida em âmbito mundial. Ressaltou que a obra obteve indicação ao Oscar de 1996, como melhor filme estrangeiro.

Depois de receber o troféu Caxias, Pozenato declarou-se emocionado. Lembrou que, no início dos anos 1980, enquanto ministrava uma aula de literatura gaúcha, havia percebido a ausência de uma obra mais consistente sobre a vinda de italianos. Acrescentou que já existiam publicações sobre índios, alemães e açorianos, por exemplo. Desse modo, justificou o porquê da trilogia formada por "O Quatrilho", "A Cocanha" e "A Babilônia".

O Prêmio Caxias foi instituído pelo decreto legislativo 186/A, de 8 de setembro de 2006, a partir de iniciativa dos ex-vereadores Francisco Spiandorello e Getúlio Demori. A intenção consiste em reconhecer pessoas ou entidades, locais ou de outros municípios, que se destaquem em serviços prestados à comunidade de Caxias do Sul, nos mais diferentes campos de ação.
 
Perfil do homenageado

José Clemente Pozenato é escritor e professor brasileiro, descendente de italianos. Fez os estudos secundários em Caxias do Sul, cidade que escolheu para fixar residência. Formou-se bacharel em Filosofia, com mestrado em Estudos em Literatura Brasileira, pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Tem doutorado em Letras, pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), com a tese-romance "A Babilônia". Foi professor de literatura da Universidade de Caxias do Sul (UCS), onde desempenhou as funções de pró-reitor de Planejamento e Desenvolvimento Institucional.

O homenageado também integra a Academia Sul-Brasileira de Letras e a Academia Rio-Grandense de Letras. Foi membro do Conselho Estadual de Cultura do Rio Grande do Sul. O romance "O Quatrilho", de agosto de 1985, narrava a saga dos imigrantes italianos, em solo sul-rio-grandense. A obra despertou o interesse do cineasta Luiz Carlos Barreto que, em 20 de junho de 1987, anunciou o projeto do filme "O Quatrilho", de 1995.

As filmagens começaram em 16 de janeiro de 1995 e tiveram como cenários uma das casas da Réplica de Caxias, nos Pavilhões da Festa da Uva, e cidades de Antônio Prado, Bento Gonçalves, Carlos Barbosa e Farroupilha. A Casa de Pedra de Caxias foi, inclusive, palco para uma das cenas de Teresa, protagonista da história. A primeira exibição do filme ocorreu em 21 de agosto de 1995, no Cine Imperial, em Caxias do Sul, dentro das comemorações dos 120 anos da colonização italiana, no Estado. Alcançou a renda de R$ 1 milhão, em um mês de exibição, em 25 cinemas gaúchos, com 350 mil espectadores, recorde de bilheteria local.

Notícias Relacionadas

Literatura 17/08/2015 | 17h01

Trilogia iniciada por "O Quatrilho" ganha edição comemorativa

Box reúne os três romances de José Clemente Pozenato que retratam a imigração italiana

Literatura 01/05/2015 | 14h35

Romance "O Quatrilho" comemora 30 anos

Livro mais famoso de José Clemente Pozenato foi transformado em filme há 20 anos

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros