Pelo menos 350 pessoas protestam na Câmara de Vereadores de Caxias nesta terça - Política - Pioneiro

Versão mobile

 

Mobilização18/06/2013 | 20h45Atualizada em 18/06/2013 | 20h45

Pelo menos 350 pessoas protestam na Câmara de Vereadores de Caxias nesta terça

Manifestantes pedem a mudança de horário das sessões e a redução do valor das passagens de ônibus

Pelo menos 350 pessoas protestam na Câmara de Vereadores de Caxias nesta terça  Carolina Klóss, Agência RBS/
Manifestantes portavam cartazes e também pediam mais saúde e educação Foto: Carolina Klóss, Agência RBS

Correção: Diferentemente do que informou este site na reportagem "Pelo menos 350 pessoas protestam na Câmara de Vereadores de Caxias nesta terça" (18/06/2013 - 18h52min), o vereador Gustavo Toigo (PDT) foi vaiado ao falar do preço da tarifa do transporte coletivo, e não o vereador Daniel Guerra (PSDB). O texto original já foi corrigido.

Pelo menos 350 pessoas protestaram o final da tarde desta terça-feira, na Câmara de Vereadores de Caxias do Sul. Eles são contra a a mudança no horário das sessões, das 17h para as 15h45min, e pedem redução do valor das passagens de ônibus para R$ 2,50. Também na tarde desta terça-feira, o Conselho Municipal de Transportes aprovou a redução da tarifa para R$ 2,75.

O manifesto é organizado pelos grupos Anonimos Caxias, Levante Caxias e grupo Rock Caxias. Na tribuna, o vereador Mauro Pereira (PMDB) anunciou que está entrando com um projeto para que as sessões se iniciem às 18h. Ele foi ovacionado pelos participantes do protesto.

— Tenho todas as assinaturas e esse projeto será protocolado — afirmou Pereira.

Os manifestantes chegaram na Câmara de Vereadores por volta das 18h. Segurando faixas, eles também pediam mais saúde e educação.

Daniel Guerra (PSDB) foi o primeiro vereador a ser aplaudido pelos manifestantes. O político falou sobre o projeto Tribuna do Povo:

— Quero implementar esse projeto porque nessa casa aqui, quem manda é o povo e isso que está acontecendo hoje deve acontecer mais vezes.

Já o vereador Gustavo Toigo (PDT) foi vaiado ao afirmar que o preço da passagem será de R$ 2,75.

— Vocês, vereadores, não andam de ônibus. Fora o monopólio do trasporte público — gritou um dos manifestantes.

Depois do protesto na Câmara, os manifestantes irão caminhando até o centro da cidade.

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros