Justiça Eleitoral de Bento Gonçalves indefere as candidaturas do PSC  - Colunas da seção Mirante - Política: deputados, prefeitos e mais - Pioneiro
 
 

Mirante15/10/2020 | 15h58Atualizada em 15/10/2020 | 16h15

Justiça Eleitoral de Bento Gonçalves indefere as candidaturas do PSC 

Motivo é a filiação partidária e cabe recurso

Justiça Eleitoral de Bento Gonçalves indefere as candidaturas do PSC  Divulgação/Divulgação
Carlos Roberto Pozza é o candidato a prefeito Foto: Divulgação / Divulgação

A chapa do Partido Social Cristão (PSC) de Bento Gonçalves para a disputa à prefeitura, composta por Carlos Roberto Pozza (para prefeito) e Wilson Estivalete, teve o registro indeferido pela juíza Romani Terezinha Bortolas Dalcin, da 8ª Zona Eleitoral. O motivo é não preencher o requisito da filiação ao PSC. 

O único candidato a vereador pelo partido, Terio de Brito de Moares, também teve o registro indeferido. Não consta qualquer filiação. As informações são da técnica judiciária Francine Vicente Stringhini. 

A chapa tem prazo de três dias para ingressar com recurso. A campanha pode prosseguir até a decisão final.

Na sentença da juíza, publicada quarta-feira (14), sobre a situação do candidato a prefeito, consta: "O candidato, de acordo com os registros atuais (sistema Filia) da Justiça Eleitoral, encontra-se filiado à agremiação partidária diversa da pleiteada no pedido coletivo apresentado. [...] O pedido não se encontra em conformidade com as normas reguladoras do registro de candidatura. Isso posto, indefiro, o pedido de registro de candidatura de Carlos Roberto Pozza, Partido Social Cristão".

De acordo com o advogado da chapa, Valderes Rosa, houve falha de administração interna no partido. Diz que vão recorrer e há como reverter. 

_Todos têm filiação. É uma decisão circunstancial, que vai ser mudada _ afirma.

Leia também
Candidato a vice-prefeito de Caxias se licencia do mandato de vereador
"Eu sonho com uma Caxias pujante", diz candidato a prefeito na CIC

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros