Reedição do discurso de 2016 é usada pelo pré-candidato do Republicanos à prefeitura de Caxias do Sul - Colunas da seção Mirante - Política: deputados, prefeitos e mais - Pioneiro
 
 

Mirante29/09/2020 | 12h03Atualizada em 29/09/2020 | 13h03

Reedição do discurso de 2016 é usada pelo pré-candidato do Republicanos à prefeitura de Caxias do Sul

Júlio Freitas fala em coligação com os cidadãos, mas há situações do Governo Guerra que comprometem a declaração

Reedição do discurso de 2016 é usada pelo pré-candidato do Republicanos à prefeitura de Caxias do Sul Republicanos Caxias do Sul/Divulgação
Chico Guerra, irmão do ex-prefeito, e Júlio Freitas (D) formam a chapa majoritária Foto: Republicanos Caxias do Sul / Divulgação

O representante do Republicanos na disputa eleitoral à prefeitura de Caxias, Júlio César Freitas da Rosa, tem reeditado os posicionamentos do prefeito cassado Daniel Guerra. O que não é uma novidade e é um direito e opção da chapa. Foi Guerra quem escolheu os candidatos (Júlio a prefeito e o vereador Chico Guerra para vice). 

Porém, ainda que o Republicanos tenha optado por começar a campanha no dia 3, nas redes sociais de Freitas proliferam postagens que deixam nítido o tom do embate. "Retomar o projeto eleito em 2016 e que foi roubado dos caxienses por um golpe à democracia",  anuncia ele.

Não se sabe qual será o efeito de tais posicionamentos, principalmente porque a campanha deste ano vem com expectativas sobre os caminhos a serem adotados. As redes sociais terão papel fundamental, sem dúvida, mas a aproximação com o eleitor, olho no olho, sempre é importante. A pandemia, inevitavelmente, coloca limitações nesta relação.

Fato é que o representante do eleito pelo voto popular no último pleito mostra os argumentos que pretende usar. Um que pesou no resultado em 2016 foi o discurso de a aliança não ser com partidos e, sim, com o cidadão. 

"A partir de agora, se renova a nossa comunicação com o atento eleitor caxiense. A partir deste momento, reeditamos a maior coligação da história da cidade. Nossa coligação é com as pessoas de bem, que se importam com o futuro de Caxias do Sul. Nossa coligação é com os cidadãos e não com partidos da velha política", escreveu Freitas em suas redes sociais no domingo (27).

SITUAÇÕES NO GOVERNO

Esse discurso, porém, deve ser questionado. Isso porque é preciso considerar situações registradas no Governo Guerra, como cargo para esposa de vereador (aliás, também pré-candidato a prefeito Renato Nunes), nomeação do irmão vereador Chico para chefe de Gabinete e conselheiro da  Codeca (ambas remuneradas), o próprio Freitas, que presidia o Republicanos e também tinha dois cargos (Saúde e conselheiro da Codeca) e as contratações de cargos em comissão (CCs) com relações familiares. 

Por isso, está no ar: como os demais candidatos, principalmente os que têm coligações, vão reagir?

Leia também
Ministério Público Eleitoral pede indeferimento de candidatura a prefeito de Bento Gonçalves
A cidade é de todos: o que especialistas sugerem para resolver problemas de infraestrutura viária em Caxias

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros