Presidente da CIC, de Caxias do Sul, se manifesta sobre crise política nacional e pede diálogo e união - Colunas da seção Mirante - Política: deputados, prefeitos e mais - Pioneiro
 
 

Mirante01/06/2020 | 19h18Atualizada em 01/06/2020 | 19h27

Presidente da CIC, de Caxias do Sul, se manifesta sobre crise política nacional e pede diálogo e união

Ivanir Gasparin encaminhou carta para a Fiergs, Federasul, Fecomércio e Farsul, deputados e senadores gaúchos

Presidente da CIC, de Caxias do Sul, se manifesta sobre crise política nacional e pede diálogo e união Julio Soares/Divulgação
Foto: Julio Soares / Divulgação

O presidente da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul (CIC), Ivanir Gasparin, enviou carta sobre a crise política nacional aos presidentes da Fiergs, Federasul, Fecomércio e Farsul na sexta-feira (29 de maio). Ele pede uma manifestação das entidades aos presidentes dos três poderes, "posicionando claramente a apreensão da classe empresarial gaúcha com os rumos desta crise e com suas graves consequências, entre as quais o abalo da confiança do empresariado brasileiro".

Nesta segunda-feira (1º de junho), a correspondência também foi encaminhada aos deputados federais e senadores gaúchos e aos deputados estaduais. No texto, Gasparin se refere ao crescimento da covid-19 e ao acirramento dos ânimos entre os membros do governo federal e nas relações com os demais poderes.

 "Está faltando diálogo e respeito entre as lideranças. Como consequência, vimos o enfraquecimento das relações institucionais entre Executivo, Legislativo e Judiciário federal e com governadores ", diz o representante da classe empresarial caxiense.

Confira a carta

"É cada vez maior a nossa preocupação, e da classe empresarial que representamos em Caxias do Sul e Região, em relação ao avanço da crise política em Brasília. A cada dia, ao mesmo tempo em que assistimos ao crescimento da covid-19 no Brasil, percebemos o acirramento dos ânimos entre membros do governo federal e nas relações com os demais poderes.
O que o país mais precisa neste momento é de diálogo e união para o enfrentamento da pandemia e de seus sérios efeitos na saúde e na economia. Mas está faltando diálogo e respeito entre as lideranças. Como consequência, vimos o enfraquecimento das relações institucionais entre Executivo, Legislativo e Judiciário federal e com governadores.
Nesse sentido, diante do exposto e com o propósito de contribuir, tomamos a liberdade de sugerir uma manifestação de nossas federações em relação aos últimos acontecimentos, endereçada aos presidentes dos três poderes, posicionando claramente a apreensão da classe empresarial gaúcha com os rumos desta crise e com suas graves consequências, entre as quais o abalo da confiança do empresariado brasileiro."

Leia também
Após mudança na lei, vítimas de golpes precisam autorizar investigações
Ministério Público Federal abre inquérito para apurar suposta negligência na UPA Zona Norte

Manifestação em Caxias tem defensores e contrários ao presidente Jair Bolsonaro

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros