Vereador comemora cassação do prefeito de Farroupilha com "dança do caixão" - Colunas da seção Mirante - Política: deputados, prefeitos e mais - Pioneiro
 
 

Mirante17/05/2020 | 16h25Atualizada em 17/05/2020 | 16h31

Vereador comemora cassação do prefeito de Farroupilha com "dança do caixão"

Ex-líder do governo, Fabiano Piccoli (PSB), diz que foi um desabafo e que se arrependeu. Confira o vídeo

Vereador comemora cassação do prefeito de Farroupilha com "dança do caixão" Porthus Junior/Agencia RBS
Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

Um vídeo do vereador Fabiano Piccoli (PSB), de Farroupilha, que havia sido enviado pelo WhatsApp para comemorar a cassação do ex-prefeito Claiton Gonçalves (PDT), na sexta-feira (15), vazou. Ele aparece ao som da "dança do caixão", originária de Gana (África Ocidental) e que virou meme nas redes sociais. Ao final, diz: "Tchau, querido".

Leia mais
"Tá saindo um peso, era muita pressão" , afirma prefeito de Farroupilha cassado
Câmara de Vereadores aprova impeachment e prefeito de Farroupilha perde o cargo

O ex-líder de governo de Claiton confirmou que gravou o vídeo, mas diz que se arrependeu. Ao Mirante, em conversa pelo WhatsApp, quando perguntando se era ele no vídeo, respondeu:

"Sim. Fiz para um amigo muito próximo, que me pediu, e vazou. Foi um desabafo. Caminhei, desde 2012 com o ex-prefeito e, durante todo esse tempo, doei todo o meu tempo a ele e ao projeto. Fizemos muitas coisas boas juntos. Mudamos Farroupilha, mas me afastei por não concordar com o rumo de algumas licitações suspeitas, que estão em análise pelo TCE (Tribunal de Contas do Estado) e pelo próprio MP (Ministério Público), e vinha sofrendo com a perseguição política do ex-prefeito. Em todas as peças de defesa nos processos de impeachment na Câmara, o ex-prefeito me acusava e acusava minha família. Fui chamado de 'vendido' pela primeira-dama após a votação do impeachment. Sofremos muito nesse período por cumprir meu papel como legislador. E, naquele momento, foi o desabafo de uma pessoa que se sentiu traído. Arrependo-me, pois não é do meu perfil fazer isso".

"Primeira-dama me ameaçou"

Fabiano Piccoli acrescentou que foi uma reação a outro áudio, com uma montagem que recebeu dele e do vereador Sedinei Catafesta (PSD) carregando caixões ao som da música correspondente. Disse que foi às 23h de sexta, depois de um dia "terrível".

_ A primeira-dama (deputada estadual Fran Somensi, Republicanos) apontou o dedo para mim e me chamou de vendido, me ameaçou, dizendo: Tu vai ver, tu vai ver. Chega o momento que você explode _ afirmou.

O vereador foi secretário da administração de 2013 a 2017 e líder do governo na Câmara, mas afirma que sempre foi muito crítico.

_ A gente conseguiu derrubar várias licitações que estavam direcionadas, trabalhando dentro do governo, antes delas serem publicadas quando a gente tinha acesso. [...] Nos últimos dois anos, houve muitas mudanças dentro do governo, pessoas que o Claiton botou, pessoas de fora, pessoas sem compromisso com a cidade, e nós ficamos dando explicação, tentando derrubar algumas coisas, outras a gente não conseguia.

Piccoli preside outra comissão processante na Câmara, com pedido de impeachment de Claiton. O parecer do relator foi divulgado sexta e é pela cassação. Nesta segunda-feira (18), haverá uma reunião com o jurídico da Casa para debater sobre o encaminhamento a ser dado, uma vez que já houve a aprovação do impeachment.

Veja o vídeo

Leia também
Sindiserv volta a pedir municipalização da UPA Zona Norte, em Caxias do Sul

Voluntários da saúde avaliam moradores de rua nos Pavilhões da Festa da Uva, em Caxias do Sul 

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros