Suplente de vereador troca MDB pelo PTB e deixa cadeira na Câmara em Caxias - Colunas da seção Mirante - Política: deputados, prefeitos e mais - Pioneiro
 
 

Mirante03/04/2020 | 15h20Atualizada em 03/04/2020 | 15h31

Suplente de vereador troca MDB pelo PTB e deixa cadeira na Câmara em Caxias

Adriano Bressan ocupava vaga de Paulo Périco e era líder do Governo Cassina 

Suplente de vereador troca MDB pelo PTB e deixa cadeira na Câmara em Caxias Porthus Junior/Agencia RBS
Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

O suplente de vereador Adriano Bressan, que era líder do Governo Flávio Cassina na Câmara de Vereadores, deixou o MDB. Ele se filiou no PTB. Bressan ocupava a cadeira de Paulo Périco (MDB) e retornou à condição de suplente nesta sexta-feira. Périco deixou o cargo de secretário municipal de Cultura, dentro do prazo de desincompatibilização para quem vai concorrer em outubro. 

Leia mais
Na véspera do fim do período de troca de sigla, pré-candidato a prefeito de Caxias muda de partido
Dois vereadores de Caxias do Sul trocam de partido

A ida de Bressan para o PTB é nítida em função de espaço em busca de uma eleição a vereador. Ele diz que como o prefeito Cassina, que foi eleito vereador em 2016, não irá concorrer e nem o vereador Alceu Thomé, bem como o vereador Adiló Didomenico, que foi para o PSDB e é pré-candidato ao Executivo, "é um caminho mais aberto". Por outro lado, no MDB serão três vereadores buscando a reeleição (Périco, Felipe Gremelmaier e Gladis Frizzo).

_ Dentro do PTB a chance é maior.

Mas vai além, dizendo que há a possibilidade de concorrer a deputado estadual em 2022, caso consiga se eleger a vereador. E é bem direto, dizendo que não quer ser vereador o resto da vida.

_ Tive uma boa proposta do PTB. Posso ter crescimento posterior. É uma construção futura. Não escondo que tenho vontade (de concorrer a deputado). 

Relação com MDB

Bressan era assessor do deputado estadual Carlos Búrigo na Assembleia Legislativa antes de assumir a cadeira de Périco no Legislativo caxiense. É inevitável que a decisão de Bressan provoque mal-estar, sendo vista como falta de ética, considerando o espaço obtido ao assumir na Câmara. Ele disse que agradece demais ao MDB e que cumpriu com sua fidelidade partidária e requisitos do partido.

_ Não saio em dívida com o MDB _ definiu.

Contou ter conversado na manhã de quinta-feira (2) com Búrigo, nome cotado para concorrer a prefeito. 

_ Conversamos, mas a decisão é minha junto com quem veio compor meu trabalho há quatro anos.

Com a ida para o PTB e confirmando-se a aliança do partido com a pré-candidatura de Adiló Didomenico, ele deixaria de apoiar o deputado.

_ Não vi definição de que Búrigo é o candidato. Estão trabalhando nomes _ declarou, citando entre as hipóteses a ex-primeira dama Maria Helena Sartori, o ex-governador Germano Rigotto, Périco, Gremelmaier e Gladis.

Leia também
Projeto reduz pela metade salários de prefeito, vice e secretários de Vacaria
Pedetista e membro da UAB de Caxias do Sul agora é CC do Samae

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros