"O discurso é fácil quando não se quer ajudar", reage vice-prefeito de Caxias sobre críticas à contratação de CCs - Colunas da seção Mirante - Política: deputados, prefeitos e mais - Pioneiro
 
 

Mirante29/04/2020 | 15h16Atualizada em 29/04/2020 | 15h16

"O discurso é fácil quando não se quer ajudar", reage vice-prefeito de Caxias sobre críticas à contratação de CCs

Elói Frizzo revidou às declarações do vereador de seu partido Alberto Meneguzzi

"O discurso é fácil quando não se quer ajudar", reage vice-prefeito de Caxias sobre críticas à contratação de CCs Lucas Amorelli/Agencia RBS
Vice-prefeito Elói Frizzo enviou contraponto diante da manifestação de Meneguzzi que defendeu revogação das nomeações Foto: Lucas Amorelli / Agencia RBS

O vice-prefeito Edio Elói Frizzo (PSB) reagiu às declarações de vereadores, especialmente seu companheiro de partido Alberto Meneguzzi, feitas na sessão de terça-feira (28) sobre a contratação de cargos em comissão (CCs) em plena pandemia de coronavírus. Frizzo disse que "o discurso é fácil quando não se quer ajudar, apenas desqualificar as pessoas e criticar a administração municipal". Ainda defendeu que é hora de parar de "demonizar" os CCs.

Meneguzzi fez um pronunciamento forte diante das contratações ocorridas pelo Governo Flávio Cassina (PTB) e publicadas no Diário Oficial do Município na quinta-feira passada, entre elas do ex-líder do governo na Câmara, o agora petebista Adriano Bressan. O colega de Frizzo no PSB classificou as contratações de imorais e pediu ao prefeito que sejam revogadas. Os vereadores Denise Pessôa (PT) e Rafael Bueno (PDT) também fizeram críticas, porém, Meneguzzi foi o mais enfático.

Leia mais
Vereador classifica de imorais nomeações de CCs e pede revogação ao prefeito de Caxias

Suplente de vereador e ex-líder do governo na Câmara agora é CC8 na prefeitura

– Essas não são as primeiras nomeações e nem serão as últimas deste governo. As nomeações em questão foram principalmente para qualificar a equipe da fiscalização da SMU (Secretaria Municipal de Urbanismo) e da área da Saúde, que são as que estão demandando o maior esforço da administração em razão da pandemia. O discurso é fácil quando não se quer ajudar, apenas desqualificar as pessoas e criticar a administração municipal – disse o vice-prefeito.

Frizzo justificou ainda:

– Temos mais de 450 servidores de carreira, sem contar a Educação, em trabalho home-office em virtude de serem grupos de risco, estamos preservando esses colaboradores. Os cargos em comissão estão trabalhando, com todo cuidado necessário e dedicação. E trabalharam todo tempo, inclusive quando a cidade estava toda parada. Isso ninguém vê, mas eu faço questão de informar.

Garantia de qualificação

Elói Frizzo usou a mesma estratégia dos vereadores que defenderam o governo na sessão de terça e falaram das contratações na gestão de Daniel Guerra (Republicanos).

– Acreditamos que está na hora de parar de "demonizar" os CCs. Vimos no governo passado quem e quantos foram contratados, que não vem mais ao caso agora. Os nossos são todos muito qualificados para as funções as quais foram chamados, e mais uma vez reforçamos que são chamadas as pessoas, independente dos partidos em que estão. Dúvidas de qualquer vereador, me coloco à disposição em meu gabinete para conversar e explicar melhor as nomeações do nosso governo – afirmou.

Detalhes

:: Frizzo nega que seja um rompimento com Meneguzzi. Diz que apenas deu sua versão dos fatos. Mas que o mal-estar entre os companheiros de partido está (bem) escancarado, isso está.
:: O vice-prefeito não argumentou sobre a contratação de CC6 para a Secretaria Municipal da Cultura, para coordenar o Centro de Cultura Henrique Ordovás Filho.
:: As explicações dos defensores do governo Cassina/Frizzo na sessão de terça, a começar pelo líder Velocino Uez (PTB), passando pelo trio tucano Adiló Didomenico, Paula Ioris e Tatiane Frizzo, não foram a contento. O vice-prefeito chamou para si a responsabilidade de fazer o contraponto.
:: As manifestações do vice e apoiadores lembram o vídeo do CC8 que vazou na campanha eleitoral de 2012, na eleição de Alceu Barbosa Velho (PDT) para a prefeitura.

Leia também
Decreto suspende novas contratações e horas extras na prefeitura de Caxias do Sul

Depoimento do prefeito de Farroupilha é adiado após nova ausência em audiência de comissão
Câmara de Vereadores de Caxias devolve mais R$ 1,5 milhão ao Executivo


 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros