Patriota anuncia pré-candidato a prefeito de Caxias do Sul no sábado - Colunas da seção Mirante - Política: deputados, prefeitos e mais - Pioneiro
 
 

Mirante26/02/2020 | 08h15Atualizada em 26/02/2020 | 14h23

Patriota anuncia pré-candidato a prefeito de Caxias do Sul no sábado

Empresário Nelson D'Arrigo é o nome cotado

Patriota anuncia pré-candidato a prefeito de Caxias do Sul no sábado Facebook/Reprodução
Foto: Facebook / Reprodução

O Patriota, o antigo PEN (Partido Ecológico Nacional) da coligação que elegeu Daniel Guerra (Republicanos) para a prefeitura de Caxias do Sul em 2016, vai ter candidato ao Executivo municipal na eleição de outubro. Haverá um ato partidário, no sábado, às 9h, na Câmara de Vereadores, para a apresentação do pré-candidato. O nome que circula é do empresário Nelson D’Arrigo. Ele evita falar na condição de futuro pré-candidato, mas admite:

— Estamos em tratativa, nos organizando para poder concorrer. É possível, sim, que venha a ser candidato.

D’Arrigo é apoiador do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e trabalha pela criação do partido Aliança pelo Brasil, conforme publicações em suas redes sociais. 

— Se as coisas boas deste país estão do lado da direita, eu sou de direita. E venho incisivamente defendendo que aqueles que se intitulavam defensores do povo, a única coisa que fizeram, que mostraram para nós, é que estão todos presos. Então, o meu posicionamento é, sim, de direita — declara.

Visão sobre Guerra

No dia 22 de dezembro, data em que foi aprovado o impeachment de Guerra, D’Arrigo postou: "Nós só colhemos o que plantamos...".

Sobre o que pensa em relação à cassação, respondeu:

— É exatamente o que eu postei. A gente só colhe o que planta. A partir do momento que existe falta de apoio político, mas institucional também, o que a Câmara fez? A Câmara agiu. [...]A partir do momento que não existe diálogo, não existe conversa, a partir do momento que tu não tem mais apoio de nenhuma instituição na cidade, não tem porque permanecer ou estar onde tu está. Brigou com todo mundo, brigou com as instituições econômicas, as instituições filantrópicas, com os vereadores, com toda a cidade, com todos os funcionários públicos... Eu acho que ele colheu o que plantou.

"Não faz mais parte da política"

O presidente do Patriota em Caxias, João Dreher, se esquiva quando questionado sobre o nome do pré-candidato. Diz apenas que trata-se de uma candidatura sólida.

— Podemos conversar com outros partidos da direita a respeito do vice. Vamos deixar em aberto para uma eventual coligação — acrescenta.

Sobre o partido estar lançando pré-candidato, embora o ex-prefeito e apoiadores alimentem a expectativa de reverter judicialmente a decisão do impeachment, o que possibilitaria que Guerra estivesse na disputa eleitoral, Dreher reage:

— Ele não faz mais parte da política neste momento e não podemos correr o risco de terminar os prazos. Lembramos que filiações só até 4 de abril.

E ainda que Guerra consiga mesmo derrubar judicialmente o impeachment, Dreher diz que nada muda para o Patriota.

Além do Patriota/PEN, a coligação de Guerra contava com o Partido da República (PR), atualmente Partido Liberal (PL). Aliás, outro que abandonou o barco e também anunciou pré-candidatura a prefeito do presidente da sigla e ex-vereador Renato Nunes. Ele tornou público o rompimento com o ex-prefeito.

Leia também  
"Não comporia uma chapa com a família Guerra", dispara ex-líder do prefeito cassado de Caxias
Em 31 meses, 16 pedidos de impeachment foram protocolados na Serra
Nome do PDT de Caxias para concorrer a prefeito será anunciado no dia 12 de março
''Partidos não têm ascensão nesse governo'', afirma secretário de Obras e presidente do PTB caxiense


 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros