"Trabalhadores merecem condições de trabalho", diz vereador, sobre cadeiras que custaram R$ 82,5 mil - Colunas da seção Mirante - Política: deputados, prefeitos e mais - Pioneiro
 
 

Mirante12/12/2019 | 17h42Atualizada em 12/12/2019 | 17h47

"Trabalhadores merecem condições de trabalho", diz vereador, sobre cadeiras que custaram R$ 82,5 mil

Rafael Bueno (PDT) parabenizou presidente da Câmara, Flavio Cassina (PTB)

"Trabalhadores merecem condições de trabalho", diz vereador, sobre cadeiras que custaram R$ 82,5 mil Gustavo Tamagno Martins/Divulgação
Foto: Gustavo Tamagno Martins / Divulgação

O vereador Rafael Bueno (PDT), embora sem citar o valor de R$ 82,5 mil que foi gasto pelo Legislativo caxiense, fez uma manifestação em apoio à compra de 100 cadeiras. Ele falou em "condições básicas de trabalho".

Nesta quinta-feira (12), ao parabenizar o colega de bancada Ricardo Daneluz pela eleição para a presidência em 2020, também cumprimentou a atual Mesa Diretora, referindo-se ao episódio das cadeiras. Mas nada falou sobre o custo. Cada cadeira fixa custou R$ 520 e cada giratória, R$ 1.130.

— Quero parabenizar a Mesa atual em nome do presidente Flavio Cassina, que muito tem feito pela nossa Câmara, inclusive em condições básicas de trabalho, inclusive para as pessoas poderem sentar numa cadeira. Muitas vezes a gente vê críticas, então, os trabalhadores merecem condições de trabalho.

Leia mais  
Câmara de Vereadores de Caxias investe R$ 82,5 mil em cadeiras

Foram adquiridas 100 cadeiras — 50 fixas e 50 giratórias. O total na compra das cadeiras fixas foi de R$ 26.008 e na aquisição das giratórias, R$ 56.500. A justificativa da Câmara é de que desde 2015 não havia compra, apenas conserto de cadeiras.

Foi Rafael quem divulgou em julho que o gabinete do prefeito Daniel Guerra (Republicanos) seria reformado (a previsão era de R$ 49.192,77 e encerrou em R$ 51.384,92), desencadeando até um pedido de informações aprovado pela Casa, de autoria de Renato Oliveira (PCdoB).

:: As cadeiras dos políticos de Caxias já provocaram polêmica em outros tempos. Em 2009, na administração de José Ivo Sartori (MDB) na prefeitura, foram compradas 33 cadeiras com o custo de R$ 75.950. 

Leia também
Ricardo Daneluz é eleito presidente da Câmara de Vereadores de Caxias para 2020
Câmara rejeita projeto de lei que criaria planejamento estratégico de Farroupilha para os próximos 20 anos
Parecer sobre processo de impeachment de Daniel Guerra sai em uma semana
Câmara de Vereadores de Caxias aprova critérios de vacância nos cargos de prefeito e vice 

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros