PT de Caxias revida às declarações de vereador: "Foi eleito com o esforço de nossa militância" - Colunas da seção Mirante - Política: deputados, prefeitos e mais - Pioneiro
 
 

Mirante26/11/2019 | 18h03Atualizada em 26/11/2019 | 18h03

PT de Caxias revida às declarações de vereador: "Foi eleito com o esforço de nossa militância"

Rodrigo Beltrão disse que partido fez de forma proposital um processo de asfixia nos últimos anos

PT de Caxias revida às declarações de vereador: "Foi eleito com o esforço de nossa militância" Marcelo Casagrande/Agencia RBS
Rodrigo Beltrão está de saída do PT Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

As declarações do vereador Rodrigo Beltrão (PT), em entrevista ao Pioneiro publicada na segunda-feira (25), provocaram uma nota do partido em Caxias, que classificou a fala do parlamentar de "acusações infundadas". Beltrão, que está de saída do PT, não poupou o partido. Disse que o PT fez "de forma proposital um processo de asfixia nos últimos anos". Afirmou ainda ter sofrido um processo "quase de perseguição".

A executiva municipal do partido diz que o PT de Caxias "lamenta os ataques desferidos pelo vereador Rodrigo Beltrão na imprensa local, fazendo uma série de acusações infundadas a respeito do partido fora de seus espaços internos de debate". A direção ressalta que Beltrão cumpre mandato em nome do PT e que foi eleito com esforço da militância da sigla.

"O PT constitui-se numa ferramenta democrática e coletiva da classe trabalhadora na luta por seus direitos, não tendo por natureza promover saídas individuais. Ao longo da convivência partidária com o vereador Rodrigo, sempre lhe foi proporcionado espaço e apoio político, tanto é que o vereador cumpre mandato em nome do PT, e foi eleito com o esforço de nossa militância", diz o texto.

Leia mais  
"Não sou petista. Sou de esquerda", diz Rodrigo Beltrão, vereador de Caxias
Vereador de Caxias do Sul anuncia que deixará o PT

Sobre o Lula Livre

Beltrão criticou o ex-presidente Lula, líder supremo do PT. Disse que a pauta do Lula Livre provoca o fracionamento da esquerda, e que a postura de Lula (ao sair da prisão) coloca o PT no isolamento, o que é "nocivo para os que pretendem resistir ao avanço fascista".

O comando petista respondeu:

"Ressaltamos que nosso partido defendeu a liberdade e seguirá defendendo a inocência do companheiro Lula, bem como os direitos sociais, as liberdades democráticas e a soberania nacional, pautas indissociáveis diante de um governo neofascista e neoliberal tal qual o Governo Bolsonaro. Por fim, reafirmamos a disposição de construir uma frente de esquerda, democrática e popular, em defesa dos direitos do povo brasileiro."

"Vai para o PTB"

Nas redes sociais, o vice-presidente do PT, Marcelo Santos, deixa claro que Rodrigo Beltrão vai para o PTB.

"Alguém que troca o PT para o PSB, PCdoB ou PSOL pode se dizer de esquerda, mas quem sai do PT e vai para o PTB ser base do Adiló Didomenico não é mais de esquerda. Vai para um partido que votou a favor do impeachment da Dilma (Rousseff) e que persegue Lula".

Ele prosseguiu citando cargos ocupados pelo vereador e disputas eleitorais pela sigla, definindo: "Hoje Beltrão se locupleta de um mandato que já não é seu, se tivesse coragem e vergonha deixaria o PT hoje. Mas vai usar a sigla ate o último minuto, lamentável."

Sobre seu posicionamento, Marcelo diz na postagem feita segunda-feira: "Num primeiro momento, assinei como vice-presidente do PT e, dada uma avalanche de críticas internas, a mantenho somente como opinião pessoal de um militante."

:: Beltrão não deixa o partido agora para não perder o mandato (a troca de sigla sem perda de mandato por infidelidade partidária só pode ocorrer quando for aberta a janela partidária, no próximo ano). Por sua vez, o PT não expulsa o vereador para não facilitar sua nova filiação e assim entregar o mandato a um outro partido (no caso, como se vê, ao PTB). 

Leia também  
Caxias do Sul terá bem mais candidaturas na eleição de 2020
Prefeito de Caxias visita Parque das Araucárias e divulga o tanque batismal

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros