PSL de Caxias pode esvaziar se Bolsonaro deixar o partido - Colunas da seção Mirante - Política: deputados, prefeitos e mais - Pioneiro
 
 

Mirante09/10/2019 | 21h16Atualizada em 09/10/2019 | 21h18

PSL de Caxias pode esvaziar se Bolsonaro deixar o partido

Presidente da República avalia troca de legenda

PSL de Caxias pode esvaziar se Bolsonaro deixar o partido Antonio Cruz/Divulgação
Foto: Antonio Cruz / Divulgação

A cogitada saída do presidente Jair Bolsonaro do PSL deve provocar uma implosão no partido. Em Caxias do Sul, o presidente da sigla, Renato Toigo, entende que não é um bom momento para haver uma ruptura entre o presidente e o PSL. Mas, admite que, se isso ocorrer, a maioria dos filiados seguirá Bolsonaro.

— Se isso efetivamente ocorrer, penso que o partido perde mais que o presidente. A maioria dos filiados do PSL é bolsonariana, independentemente da sigla. 

Ele acrescenta que cada filiado vai decidir se fica ou se migra para o novo partido que o presidente for. Mas, em Caxias, diz que a tendência é a de seguir Jair Bolsonaro.

E esse é o caso do presidente do PSL caxiense.

– Devo pensar e me aconselhar com minhas lideranças. Mas em princípio, sim, seguirei Bolsonaro.

Bolsonaro estaria decidido a sair do PSL, mas busca uma saída jurídica para evitar que os deputados que queiram migrar de legenda, junto com ele, percam seus mandatos por infidelidade partidária. Também estão em jogo os recursos do fundo partidário. No sábado (5), o presidente da República disse a um apoiador para esquecer o partido.

Leia também  
Seis vereadores mudaram o voto e decidiram pela admissibilidade da denúncia contra o prefeito de Caxias 
Após aprovação de abertura de processo de impeachment do prefeito Daniel Guerra, vem à tona o "toma-lá-dá-cá" 
Mandato do prefeito de Caxias do Sul balança
A sorte está lançada para o prefeito Daniel Guerra


 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros