Nova viagem de Daniel Guerra soa como descaso à comunidade - Colunas da seção Mirante - Política: deputados, prefeitos e mais - Pioneiro
 
 

Mirante29/10/2019 | 21h23Atualizada em 29/10/2019 | 21h24

Nova viagem de Daniel Guerra soa como descaso à comunidade

Prefeito deveria voltar sua preocupação aos problemas de Caxias do Sul

Nova viagem de Daniel Guerra soa como descaso à comunidade Lucas Amorelli/Agencia RBS
Foto: Lucas Amorelli / Agencia RBS

Em meio à polêmica envolvendo a abertura do processo de impeachment e o prazo para a apresentação de sua defesa prévia por escrito, o prefeito Daniel Guerra (Republicanos) viaja novamente. A ausência do chefe do Executivo caxiense se tornou rotina, o que não deveria ser visto com normalidade pela sociedade. A atitude, diante da ida para São Paulo por mais três dias nesta semana, já é considerada descaso para com a  comunidade. 

O prefeito e seu irmão Chico, detentor do posto de chefe de Gabinete e conselheiro da Codeca (sendo duplamente remunerado pelo poder público), usufruem do congresso Futurecom, evento de transformação digital. E lá se vão mais R$ 1.199 em diárias para cada um. A prefeitura diz que o valor pago individualmente para a participação no evento foi de R$ 876. Vai somando...

Leia mais
Prefeito de Caxias passará três dias em São Paulo 

Guerra deveria voltar sua preocupação em estar presente nos problemas da cidade, visitar bairros, unidades básicas de saúde, prestigiar eventos da comunidade e da região, no mínimo. Esse distanciamento, considerando que ele não dá satisfação dos resultados para a cidade na maioria dos eventos, provoca a indiscutível sensação de quem já jogou a toalha. Parece que o prefeito e seu irmão pouco se importam com os gastos públicos e com o descontentamento de boa parcela da população, bem como possíveis consequências desse vaivém.

Ao mesmo tempo, Guerra colocou para defendê-lo no impeachment a procuradora-geral do município, Cássia Kuhn, ocupante de cargo em comissão (CC). Ou seja, novamente o dinheiro público é questionado. 

Entre defensores do governo, há quem acuse perseguição da imprensa pela divulgação das constantes viagens. Independentemente das paixões políticas, todo cidadão deveria querer explicações sobre o emprego de recursos que saem de seus bolsos. E é dever do governante prestar contas.

Leia também  
UAB e movimento comunitário de Caxias recebem homenagem na Assembleia Legislativa
Vereador de Bento quer suspender processo de cassação
Comissão Processante recebe intimação do TJ que suspendia notificação de Daniel Guerra
Câmara de Vereadores derruba no TJ liminar que suspendia notificação de Daniel Guerra sobre o impeachment
"Estamos tentando deixar  o prefeito trabalhar" 

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros