Câmara de Caxias vota nesta terça projeto que transforma em lei bênção dos capuchinhos na Praça Dante - Colunas da seção Mirante - Política: deputados, prefeitos e mais - Pioneiro
 
 

Mirante21/10/2019 | 18h48Atualizada em 21/10/2019 | 18h48

Câmara de Caxias vota nesta terça projeto que transforma em lei bênção dos capuchinhos na Praça Dante

Autor do projeto é Velocino Uez (PDT)

Câmara de Caxias vota nesta terça projeto que transforma em lei bênção dos capuchinhos na Praça Dante Roni Rigon/Agencia RBS
Foto: Roni Rigon / Agencia RBS

A Câmara de Vereadores de Caxias do Sul vota nesta terça-feira (22) o projeto que institui por meio de lei o evento Bênção na Praça, dos freis capuchinhos. A proposição define a realização anual na Praça Dante Alighieri no mês de dezembro, nas semanas que antecedem o dia de Natal.

A realização é tradicional na cidade, ocorrendo desde 2003, e conta com a presença de cerca de 20 freis capuchinhos. Porém, neste ano, tornou-se motivo de polêmica e de muitas reações contra o governo Daniel Guerra pelo veto da prefeitura para que a bênção ocorra na praça central.

Leia mais  
Bênção dos freis capuchinhos na Praça Dante pode virar lei
Prefeitura de Caxias nega uso da Praça Dante para Bênção dos Freis Capuchinhos 

A proposição que vai à votação é de autoria do vereador Velocino Uez (PDT), que fez uma alteração ao projeto original. Inicialmente, instituía como "evento religioso", mas por orientação do Igam (Instituto Gamma de Assessoria a Órgãos Públicos) e da DPM (Delegação das Prefeituras Municipais), foi retirada a palavra "religioso". 

— Foi retirado porque o Estado é laico, então ficou apenas como evento Bênção na Praça —explica Uez.

Para o vereador, quando a prefeitura entender que o evento é importante, pode incentivar corais de igreja a estarem ali, para a realização crescer mais.

A coordenação da atividade será dos freis capuchinhos.

O projeto havia entrado em pauta em 26 de setembro, mas recebeu pedido de vistas por 10 dias.

Item do impeachment

A decisão do governo contra a bênção na Praça Dante é um dos itens que integram o pedido de impeachment contra o prefeito protocolado pelo ex-vice Ricardo Fabris de Abreu. No processo, é alegado suposto descumprimento da Lei Orgânica e da Constituição (sobre uso de logradouros públicos).

A atividade neste ano está marcada para o dia 11 de dezembro e, com a proibição do uso da praça, está prevista para ocorrer em dois pontos da cidade de forma simultânea: na Igreja da Paróquia Imaculada Conceição (Capuchinhos), no bairro Rio Branco, e na Catedral, no Centro, das 8h30min às 19h.

Leia também  
Prefeito de Caxias passará a semana no Nordeste
Câmara de Bento abre processo de cassação de vereador
Procuradoria-Geral do Município diverge sobre defesa de Daniel Guerra no processo de impeachment
"A cidade retrocedeu 10 anos"


 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros