Prefeito Daniel Guerra nega a bênção que ele já recebeu - Colunas da seção Mirante - Política: deputados, prefeitos e mais - Pioneiro
 
 

Mirante23/09/2019 | 22h00Atualizada em 23/09/2019 | 22h00

Prefeito Daniel Guerra nega a bênção que ele já recebeu

Qual o motivo para impedir que os freis procedam a bênção em local público de grande acesso da população? 

Prefeito Daniel Guerra nega a bênção que ele já recebeu Roni Rigon/Agencia RBS
Daniel Guerra, em 2016, foi à Praça Dante Alighieri e recebeu bênção de frei Jaime Bettega Foto: Roni Rigon / Agencia RBS

Até bênção agora é vetada pelo Governo Daniel Guerra (Republicanos). Se alguém imaginou que a insensibilidade da administração de Caxias do Sul, ao negar a Praça Dante Alighieri para os atos do Centro de Valorização da Vida (CVV), de prevenção do suicídio, seria o ápice, se enganou. 

Leia mais  
Prefeitura de Caxias nega uso da Praça Dante para Bênção dos Freis Capuchinhos

O absurdo do início da semana é que, neste ano, os freis capuchinhos não poderão dar sua tradicional bênção, no evento Natal na Praça, na Dante Alighieri. Não há como entender o pensamento da administração.

Qual o motivo para impedir que os freis procedam a bênção, que ocorre desde 2003, no local de maior acesso da população? Por que negar que o maior número de pessoas usufruam desse momento?

O mais incoerente é que o próprio Guerra foi à praça, em 2016, após vencer a eleição, para receber a bênção. Foi frei Jaime Bettega, então coordenador da transição da Fundação de Assistência Social (FAS) da equipe do prefeito eleito, que o abençoou.

Guerra proíbe uma ação da qual ele mesmo se beneficiou. 

Aliás, o novo bispo da Diocese de Caxias do Sul, dom José Gislon, é capuchinho. O prefeito sempre se definiu como católico fervoroso. 

Fato é que o Governo Guerra se apropriou da Praça Dante Alighieri e libera o espaço para quem quer. Não será surpresa se decidir limitar o número de pessoas que poderão passar pela Dante diariamente. É bom estar preparado.

:: A prefeitura alega que tem outros eventos na praça, como a Feira do Livro. A feira é de 27 de setembro a 13 de outubro. A bênção será em 11 de dezembro.  

:: Também atribuiu aos festejos de Natal. Se depender do que se viu nos outros anos deste governo, vai ter que se esmerar muito para justificar o argumento.

:: O prefeito "enviado" de Deus agora abriu "guerra" contra os freis?

Leia também  
Trajetória do Padre Roque Grazziotin foi marcada por luta de causas sociais e direitos humanos
"Qual projeto está sendo deixado para o próximo governo?", questiona presidente da CIC Caxias
Ex-vice-prefeito de Caxias do Sul se filia sábado ao Podemos

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros