Governo Guerra demonstra falta de sensibilidade na campanha de prevenção ao suicídio  - Colunas da seção Mirante - Política: deputados, prefeitos e mais - Pioneiro
 
 

Mirante10/09/2019 | 21h38Atualizada em 10/09/2019 | 21h44

Governo Guerra demonstra falta de sensibilidade na campanha de prevenção ao suicídio 

Faltou um olhar mais humano à ação do Centro de Valorização da Vida

Governo Guerra demonstra falta de sensibilidade na campanha de prevenção ao suicídio  Carlos Macedo/Agencia RBS
Foto: Carlos Macedo / Agencia RBS

Impedir a realização de distribuição de panfletos e a prestação de informações sobre a prevenção do suicídio pelo Centro de Valorização da Vida (CVV), na Praça Dante Alighieri, em Caxias do Sul, é mais uma demonstração de insensibilidade deste governo. 

A prefeitura não autorizou o uso da praça, nesta terça-feira (10), Dia Internacional do Combate ao Suicídio, para uma atividade que visa ajuda aos cidadãos. A secretária de Urbanismo, Mirangela Rossi, justifica que o CVV não protocolou o pedido com o mínimo de 30 dias de antecedência. Mesmo que tenha ocorrido falha do CVV, a prefeitura poderia ter um olhar mais humano e com menos frieza diante de uma causa como essa. Diálogo e sensibilidade ajudam. 

Leia mais  
Prefeitura de Caxias não autoriza uso da Praça Dante para ações de prevenção ao suicídio

Trata-se de prevenção às doenças psicológicas, um ato à vida, mas a secretária garante que não há exceção neste governo. Lamentável. 

É fato que o que pode mesmo na gestão de Daniel Guerra (Republicanos) é contratar irmão vereador para chefe de Gabinete; também pode  "selecionar por currículo" cargos em comissão que não correspondem quando submetidos a concurso público. 

A secretária argumenta ainda que a panfletagem na praça é proibida por normas ambientais. Pelo jeito, ela não anda muito por lá.

Aliás, há dois meses as vereadoras Denise Pessôa (PT), Paula Ioris (PSDB) e Tatiane Frizzo (Solidariedade) distribuíram panfletos pela campanha "Nossas Vidas Importam", no combate à violência contra a mulher.

A propósito: como será nas eleições, vão proibir a distribuição de santinhos e demais panfletos? 

:: A vereadora Paula Ioris (PSDB) é a autora da lei que criou o Setembro Amarelo na cidade, mês de conscientização da automutilação e suicídio. Na Câmara, houve o lançamento da iluminação amarela na fachada, alusiva à campanha, no último dia 3 (foto abaixo). O vereador Elisandro Fiuza (Republicanos) é autor da lei da Semana Municipal de Prevenção, Conscientização e Combate à Automutilação, que ocorre em setembro.

Setembro amarelo: lançamento da iluminação amarela na fachada da Câmara de Vereadores, alusiva à campanha.
Foto: Bibiana Ribeiro Mendes / Divulgação

Leia também  
"Tudo é possível no ano que vem", diz vereador sobre aproximação do PT e PSB em Caxias
Movimento "Lula Livre" integra conversas do PT para aliança na disputa à prefeitura de Caxias
Adversários políticos dividem o mesmo banco na igreja
Três projetos indicados pelo Corede-Serra receberão recursos
Salários de até R$ 8,6 mil: confira as vagas abertas em concursos públicos na Serra 


 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros