Projeto sobre ensino de Libras, em Caxias, empareda Daniel Guerra - Colunas da seção Mirante - Política: deputados, prefeitos e mais - Pioneiro
 
 

Mirante10/08/2019 | 09h00Atualizada em 10/08/2019 | 09h00

Projeto sobre ensino de Libras, em Caxias, empareda Daniel Guerra

Vai à votação projeto de petista, mas prefeito tem proposição semelhante, protocolada quando era vereador 

Projeto sobre ensino de Libras, em Caxias, empareda Daniel Guerra Gabriela Bento Alves/Divulgação
Rodrigo Beltrão diz que, havendo aprovação, tem certeza da sanção pelo prefeito e implementação Foto: Gabriela Bento Alves / Divulgação

A Câmara de Vereadores de Caxias vota na terça-feira (13) o projeto que institui o ensino da Língua Brasileira de Sinais (Libras) na rede municipal de educação para pessoas surdas e ouvintes, além de garantir o acesso dos pais de alunos nas instituições de ensino. O projeto é do vereador Rodrigo Beltrão (PT). 

Se a proposição for aprovada, deixará o prefeito Daniel Guerra (PRB) no compromisso de sancionar. Isso porque, quando vereador, Guerra protocolou projeto praticamente igual e que agora está apensado ao que irá à votação. Caso vire lei, o autor será o petista. 

É inusitada a história envolvendo os dois projetos. Beltrão protocolou no dia 9 de julho de 2015, às 16h29min. Guerra protocolou no mesmo dia, às 17h21min. Ou seja, 52 minutos depois. À época, os comentários eram constrangedores no sentido de que Guerra havia copiado o projeto de Beltrão, que foi elaborado junto a professores e comunidade surda. 

— A gente sabe que as ideias estão por aí, talvez tem (Daniel Guerra) alguma capacidade de captar ideias, pensamentos, enfim. Então, isso traz um reforço a esse projeto, que é extremamente importante — disse Beltrão na sessão de quinta-feira (08), quando o projeto entrou em primeira discussão.

Compromisso

Além de ter proposto projeto semelhante, o primeiro suplente de vereador do partido de Guerra (Tibiriçá Mainieri, atualmente coordenador de Acessibilidade no município) é surdo e foi eleito por esta comunidade. Um veto soará também como desprestígio a Tibiriçá pelo que defende e representa.

Na quinta, ao defender o projeto, Beltrão ressaltou que é revolucionário no aspecto de inclusão social e disse que fica uma grande expectativa da aprovação e "a certeza da sanção do prefeito e implementação".

A matéria enfatiza que a Libras já se constitui como língua oficial do país. Disciplina sobre a formação de docentes, para garantir o pleno ensino de Libras. Se a medida virar lei, os sistemas de ensino terão três anos para cumprirem as exigências.

:: Esta não é a primeira vez que Beltrão e Guerra têm proposições idênticas. O petista é autor do projeto Cesta Básica Escolar, protocolado em 2009, de distribuição gratuita de uniforme e material escolar.  A atual administração encaminhou projeto semelhante à Câmara neste ano.

Leia também  
Deputado propõe nome para trevo de Fazenda Souza, em Caxias
PDT de Caxias convida ex-candidato a prefeito para se filiar
Ex-prefeito de Caxias diz que há crise ética e falta de vergonha no Governo Guerra
Prefeitura de Caxias divulga gabarito e notas preliminares de concurso público
Prefeito de Caxias do Sul enterra o discurso contra adversários
A visão do prefeito Daniel Guerra sobre a imprensa de Caxias antes e depois de ser "vidraça"   

a imprensa de Caxias antes e depois de ser "vidraça"   

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros