"Francisco cumpriu missão pastoral", diz empresário caxiense sobre cartas entre Lula e Papa - Colunas da seção Mirante - Política: deputados, prefeitos e mais - Pioneiro
 
 

Mirante30/05/2019 | 20h03Atualizada em 30/05/2019 | 20h03

"Francisco cumpriu missão pastoral", diz empresário caxiense sobre cartas entre Lula e Papa

Jaime Lorandi faz considerações a partir de opinião de dono da Havan, Luciano Hang

"Francisco cumpriu missão pastoral", diz empresário caxiense sobre cartas entre Lula e Papa Anselmo Cunha/Especial
Foto: Anselmo Cunha / Especial

Sobre a troca de cartas entre o ex-presidente Lula e o papa Francisco, assunto abordado no Mirante de ontem, o leitor e empresário Jaime Lorandi envia ponderações importantes. O proprietário da rede de lojas Havan, Luciano Hang, torpedeou Francisco em seu Twitter. As observações de Lorandi podem contribuir para um debate mais sereno em torno de um tema tão polarizado e explosivo. A seguir, o trecho final":

Leia mais:
Dono da Havan critica troca de cartas entre o Papa Francisco e o ex-presidente Lula

"Não devemos confundir obrigação pastoral com posicionamento político. Jesus em Mateus, 25-36, diz: "Estava na prisão e foste me visitar". (...) Ao responder a carta de Luiz Inácio, Francisco não se posiciona politicamente, nem condena e nem julga a prisão física deste prisioneiro, mas lhe dá conforto espiritual, solidarizando-se com seus sofrimentos familiares e encorajando-o para confiar em Deus. Isto tudo é uma evangelização obrigatória de qualquer papa. É óbvio que muitos políticos irão politizar a carta-resposta do Papa, e muitos católicos mornos e não católicos irão acreditar num posicionamento político e não na tentativa de conversão e salvação da alma do prisioneiro. Independentemente da opinião de cada um, Francisco cumpriu sua missão pastoral."

Leia mais:
Vereadores discordam sobre quem é "o pior prefeito" de Caxias do Sul
Bancada do PT questiona licenças de secretárias de Caxias do Sul

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros