Assembleia Legislativa vai conceder medalha do Mérito Farroupilha a Eduardo Bolsonaro - Colunas da seção Mirante - Política: deputados, prefeitos e mais - Pioneiro
 
 

Mirante19/03/2019 | 15h14Atualizada em 19/03/2019 | 18h31

Assembleia Legislativa vai conceder medalha do Mérito Farroupilha a Eduardo Bolsonaro

Mesa Diretora rejeitou recurso da deputada estadual Luciana Genro (PSOL) para que a decisão passasse pelo plenário

Assembleia Legislativa vai conceder medalha do Mérito Farroupilha a Eduardo Bolsonaro Diogo Sallaberry/Agencia RBS
Deputado federal Eduardo Bolsonaro, que defendeu fechamento do STF, receberá a mais alta honraria do Parlamento gaúcho Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) vai receber da Assembleia Legislativa  do Estado do Rio Grande do Sul a medalha do Mérito Farroupilha. A Mesa Diretora da Casa confirmou, nesta terça-feira, a concessão da medalha proposta pelo deputado estadual Ruy Irigaray (PSL). 

A deputada estadual Luciana Genro (PSOL) havia ingressado com recurso para que a entrega da medalha fosse analisada no plenário e não apenas pela Mesa Diretora, onde já havia sido aprovada. O recurso foi indeferido.

A medalha do Mérito Farroupilha é a mais alta homenagem do Parlamento do Estado, concedida a quem fez contribuições à sociedade.

Ao encaminhar o recurso, Luciana defendeu que esse era um caso excepcional, por serem conhecidas as posições anti-democráticas do filho do presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL).

— Além de defender o fechamento do STF, Eduardo Bolsonaro é um defensor do torturador Brilhante Ustra, por isso vejo como inadmissível a concessão da mais alta honraria do Parlamento gaúcho — argumentou a deputada, sem sucesso.

Deputada estadual Luciana Genro (PSOL)
Em postagem nas redes sociais Luciana definiu a decisão da Mesa Diretora em conceder a medalha: "Um horror"Foto: Fernanda Piccolo / Divulgação

Nesta terça, nas redes sociais, Luciana escreveu:

"Infelizmente o meu recurso para que a concessão de medalha ao Eduardo Bolsonaro fosse decidida pelo plenário foi indeferido pela Mesa. Este político que defende torturador e o fechamento do STF vai receber a mais alta honraria do Parlamento gaúcho. Um horror."

O ex-deputado Jean Willys e o ex-presidenciável Guilherme Boulos, do PSOL, já receberam a medalha. A autora da honraria a Willys foi a ex-deputada estadual e ex-candidata a vice-presidente da República, Manuela D'Ávila (PCdoB). Para Boulos, a proposição foi feita pelo ex-deputado Pedro Ruas (PSOL).

Leia também  
Vereadores afirmam que proposta de repasse de material e uniforme escolar desagrada educadores em Caxias 
Partidos se articulam em busca da UAB e Amobs, em Caxias
Ex-prefeito e atual mandatário de Dois Lajeados brigam por autoria de projeto de pórtico da cidade
"Bolsonaro tem de corresponder", afirma Ana Amélia Lemos

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros