Ex-candidata ao Senado, Carmen Flores sairá do PSL - Colunas da seção Mirante - Política: deputados, prefeitos e mais - Pioneiro
 
 

Mirante21/12/2018 | 07h58Atualizada em 04/01/2019 | 13h32

Ex-candidata ao Senado, Carmen Flores sairá do PSL

"Bolsonaro sempre, PSL nunca mais", declara

Ex-candidata ao Senado, Carmen Flores sairá do PSL Lauro Alves/Agencia RBS
Carmen Flores diz que só o PSL joga um milhão e meio de votos fora Foto: Lauro Alves / Agencia RBS

A ex-candidata ao Senado, Carmen Flores, deve deixar o PSL ainda hoje. Ela diz que os deputados estaduais e federais eleitos tomaram o partido e ignoraram seus votos, referindo-se ao fato de que o futuro deputado Luciano Zucco será o presidente da sigla de Jair Bolsonaro no Estado, cargo ocupado pela ex-candidata.

– O partido deve ser neutro para novas lideranças entrarem. Não pode ser só de deputados. Não é o partido que eu quero. Carmen, que alicerçou a campanha como "a senadora de Bolsonaro", frisa que segue apoiando o futuro presidente da República.

– Bolsonaro sempre, PSL nunca mais – declara.

Ela diz que o partido também foi tirado de Bolsonaro no dia em que ele ganhou a eleição, com a retirada de Gustavo Bebianno e o deputado federal eleito por Pernambuco, Luciano Bivar, reassumindo o comando (ele havia deixado a presidência por causa da campanha).

Carmen diz que não recebeu nada de Bivar sobre a troca na presidência da sigla no Estado, mas afirma que Zucco está negociando cargos com o governador eleito Eduardo Leite (PSDB). Ela não adianta o futuro político-partidário, apenas diz que recebeu vários convites de partidos.

– Ninguém joga um milhão e meio de votos fora, só o PSL. Carmen diz que conversou com Bolsonaro no casamento do futuro chefe da Casa Civil, Ônyx Lorenzoni (DEM), no final do mês passado. E resume:

– O tempo vai dizer o que vai acontecer.

Leia também
"Já estou em campanha para 2022", diz senadora Ana Amélia Lemos
Câmara de Vereadores de Caxias do Sul devolve 25% do orçamento


 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros