Quem são os representantes políticos de Eduardo Leite na Serra - Notícias de Eleições - Política: deputados, prefeitos e mais - Pioneiro
 

Eleições 201805/11/2018 | 09h30Atualizada em 05/11/2018 | 11h11

Quem são os representantes políticos de Eduardo Leite na Serra

Companheiros de trajetória do futuro governador aproximam a região do governo 

Quem são os representantes políticos de Eduardo Leite na Serra Reprodução/Facebook
Foto: Reprodução / Facebook

Pelo menos cinco lideranças da Serra Gaúcha são próximas ou conquistaram uma aproximação com o governador eleito Eduardo Leite (PSDB) durante a campanha eleitoral. Essa aproximação pode contribuir para atender a demandas da região ou ainda a auxiliar na escolha de cargos de primeiro e segundo escalão para o Piratini.

A ex-secretária de Turismo de Caxias do Sul Drica de Lucena e o prefeito de Bento Gonçalves Guilherme Pasin, ambos de PP, além da presidente do diretório do PSDB caxiense, vereadora Paula Ioris, são os três políticos da região com maior proximidade com o governador eleito. Outros dois parlamentares também podem fazer a interlocução com o governador eleito: o presidente da Câmara de Vereadores de Bento Gonçalves, Moisés Scussel (PSDB), e Adiló Didomenico (PTB), do mesmo partido do vice-governador eleito, Ranolfo Vieira Júnior (PTB). 

Amigos há 14 anos, Drica acompanha a trajetória político-partidária de Leite desde a primeira campanha para vereador em 2008. Ela conta que também auxiliou no segundo turno da campanha para a prefeitura de Pelotas, em 2012. O primeiro encontro entre os dois ocorreu em um evento organizado pelo então deputado federal Ruy Pauletti (PSDB).

– Minha amizade com o Eduardo é desde 2004. Desde então, sempre tivemos contato direto. Considero um amigo, um irmão. Acompanhei ele em toda sua trajetória. 

Drica diz ainda que, durante esse período, prestigiou os eventos realizados em Pelotas e que Leite retribuiu as visitas durante o período em que foi secretária de Turismo e diretora de Hospitalidade da Festa da Uva, em duas edições.

A ex-secretária revela que o governador eleito já atuou como conselheiro na criação dos seus materiais de campanha de candidata a vereadora. 

– Ele sempre esteve presente na minha caminhada. Sempre gravou depoimentos para as minhas campanhas. 

Apesar da aproximação, Drica considera muito prematuro avaliar uma participação no Governo Leite, a partir de 2019. Segundo ela, independente de ocupar ou não espaço no governo, Leite poderá contar com o auxílio dela.

– Eu e o Eduardo acreditamos na política como vocação, no poder transformador na vida das pessoas. Ele faz política de forma apaixonante, sem interesses em poder ou status.

Segunda suplente ao Senado, na chapa do senador eleito Luis Carlos Heinze (PP), ela lembra que tem uma responsabilidade dobrada com o governo do Rio Grande do Sul.

Pasin é especulado para cargo

FARROUPILHA, RS, BRASIL, 30/08/2018. UCS - Campus Uiversitário de Farroupilha -  Painel com candidatos ao governo do Estado: Eduardo Leite (PSDB), Jairo Jorge (PDT), Júlio Flores (PSTU) e Roberto Robaina (Psol). Na foto, Eduardo Leite (C) e prefeito de Bento Gonçalves, Guilherme Rech Pasin (PP) a esquerda. (Porthus Junior/Agência RBS)
Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

O prefeito de Bento, Guilherme Pasin, conhece Leite da época em que ele era presidente da Câmara de Pelotas e que ambos militavam nos movimentos de juventude partidária do PP e PSDB, respectivamente. Ele conta que, após vencer a eleição à prefeitura de Bento, foi com um grupo de jovens políticos para Pelotas prestar apoio na campanha do Eduardo, que disputava o segundo turno na cidade. A vitória dos dois aproximou a amizade.

– Viramos colegas prefeitos entre 2013 e 2016 e amigos.

Na eleição deste ano, Pasin tirou um período de férias para atender a um convite da senadora Ana Amélia (PP) e do candidato Geraldo Alckmin (PSDB) para coordenar as ações da campanha à Presidência no Estado. Ele conta que a missão era articular a campanha nacional com a estrutura de campanha de Leite.

– Aproveitamos a composição similar das coligações partidárias e unimos as campanhas. Dentro da coordenação colegiada, participei do conselho político e colaborei para a organização do processo eleitoral. Foi uma experiência sensacional. Fizemos roteiros, organizamos reuniões, eventos, o acompanhei em debates e entrevistas.

Com Alckmin fora do segundo turno da eleição presidencial, Pasin aproximou-se ainda mais da campanha ao Governo do Estado. Apesar disso, ele evita comentar sobre uma possível participação no Governo Leite. Prefeito de segundo mandato, Pasin é especulado para assumir a Casa Civil ou ainda outra secretaria ou cargo de primeiro escalão. A dúvida do progressista é renunciar ao cargo a partir de 1º de janeiro e passar a gestão do município para seu vice-prefeito Aido Bertuol (PSDB) ou cumprir o mandato até o final.

O que dizem

"Eu ouvia falar do Eduardo pelo belo trabalho que estava fazendo em Pelotas. Passar a encontrar pessoalmente, coloco como marco um encontro na cidade de Venâncio Aires com a Caravana 45 (encontros nas cidades do interior). E passei a acompanhar sempre que possível, inclusive trouxemos para Caxias com encontro regional do partido e também palestrou na CIC sobre gestão pública. Quanto a minha participação na campanha, organizamos diversas agendas e encontros em Caxias e região com visitas a empresas, hospitais, universidade, imprensa. Também participei do Movimento RS, onde foi formado o Plano de Governo. Quanto a participar do governo, pode ocorrer de diversas formas como aproximando Caxias, levando projetos e demandas de nossa cidade e região, independente de ocupar cargos. Como vereadora e como presidente do PSDB em Caxias, tem muito a ser construído, pois a proposta do Eduardo é de muita união e trabalho conjunto." Paula Ioris, vereadora e presidente do PSDB caxiense

"Minha relação com o governador iniciou-se ainda em 2015 com a minha ida para o PSDB. Me aproximei muito do então deputado estadual Lucas Redecker (PSDB) e comecei a ter uma aproximação com o Eduardo. Fizemos vários roteiros antes do período eleitoral e depois já durante a campanha. Minha participação se deu com a minha candidatura a deputado estadual, acompanhando o candidato nos roteiros e participando da organização e mobilização da campanha na Serra. Tenho mandato de vereador até o final de 2020. Sou um dos quadros do PSDB à disposição para auxiliar a fazer um bom governo, quer seja como vereador, mas principalmente como militante política e cidadão gaúcho". Moisés Scussel, presidente da Câmara de Bento Gonçalves


 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros